Silvio Santos com rebanho de 10 mil bovinos e 70 mil ha

PARTILHAR
Foto ilustração

Conheça o império do dono da SBT! As três fazendas de Silvio Santos, formavam a fazenda Tamakavy, com cerca de 95 mil hectares em Mato Grosso;

Camelô, radialista, comerciante, apresentador e empresário. Maior nome vivo da televisão brasileira, Senor Abravanel, muito mais conhecido como Silvio Santos, completa 90 anos. O menino que nasceu em uma família que nasceu em uma família comum no bairro da Lapa, no Rio de Janeiro, construiu um verdadeiro império ao longo de sete décadas de carreira no rádio e na TV. Conheça “as fazendas” de Silvio Santos e o império do dono da SBT!

Na década de 1960, com a popularização dos aparelhos de TV, ele seguiu para as telas e se tornou uma personalidade conhecida desde então. Vinte anos depois, em 1981, o apresentador e empresário fundou o Sistema Brasileiro de Televisão (SBT), a terceira maior emissora do país. A fortuna atual do “patrão” é estimada em R$ 1,9 bilhão.

No dia 8 de julho de 1972, o Correio da Manhã informava que Silvio Santos acabara de firmar contrato com o Grupo Ometto-Almeida Prado para assumir o controle da Agropecuária Tamakavy, “na área da Sudam”: “A transação envolve uma área de 70 mil hectares, no município mato-grossense de Barra do Garças, compreendendo as empresas Tamakavy, Tiaipe e Barra Atlântica, que agora passarão a chamar-se Baú Agropecuária S.A.”.

A visita do rei do baú da felicidade, por causa do carne de prêmios que ele criou, esteve na Barra para adquirir uma fazenda em Barra do Garças. Segundo as informações, ele estava se passando por um exportador de gado nelore, que chegou de óculos escuros e barba postiça para fechar o negócio no cartório. Antes ele esteve na Fazenda Tamakavy que fica hoje entre os municípios de Alto Boa Vista e São Felix do Araguaia.

“Estou dando uma conferida antes”, declarou depois Silvio Santos à revista Cruzeiro, em dezembro daquele ano. “Não quero que saibam que o dono chegou”.

Silvio Santos afirmou que sabia muito bem onde estava pisando. A jogada era aproveitar os incentivos fiscais do governo federal para a pecuária. Diante disso, ele adquiriu áreas que somavam pelo menos 70 mil hectares no Mato Grosso, onde hoje ficam Alto Boa Vista e São Félix do Araguaia.

“Eu tinha uma fazenda que era a segunda maior do Brasil, a Tamakavi, e nunca fui lá”, afirmou, em 2010, à Folha. “Nem vi no mapa”.

Queria ele noticiar o fato
O governador do Mato Grosso na época, José Fragelli (Arena), costumava facilitar a venda de terras para empresas e pessoas “simpáticas ao regime”

Não era a segunda maior fazenda do Brasil. Mas era enorme. Naquela época quem governava o país era o ditador Emílio Garrastazu Médici.

Quando Silvio decidiu entrar para a pecuária o governador mato-grossense era outro pecuarista, José Fragelli, da Arena, costumava facilitar a entrega de terras devolutas para empresas simpáticas ao regime.

A Agropecuária Tamakavy, vendida para Sílvio Santos pelos usineiros paulistas Orlando Ometto e Renato de Almeida Prado, foi uma das agraciadas pelas políticas estaduais e federais.

Cartório intimou Silvio Santos, Íris e até o SBT

Em 2010, a 1ª Serventia Notarial e Registral de Barra do Garças intimou Senor Abravanel (Silvio Santos), Iris Abravanel, Henrique Abravanel, a Silvio Santos Participações S/A, o SBT e outros antigos proprietários de outra empresa agropecuária, a Fazenda Tiaipe Ltda, entre eles integrantes das famílias Almeida Prado e Ometto, em relação a possíveis irregularidades em imóveis.

A fundação da Agropecuária Tiaipe ocorreu em 1973, ano em que o empresário e apresentador se consolidou como pecuarista na região. “Como nossas empresas se ampliavam cada vez mais, estávamos recolhendo muito imposto para o governo. Por isso partimos para a agropecuária e compramos uma fazenda de 70 mil hectares em Mato Grosso, município de Barra do Garças, onde criamos bois para exportar pelo porto de Santarém e para o mercado interno“, afirmou Silvio Santos!

No caso da Tamakavy, uma área de 29.999 hectares recebeu incentivo de Cr$ 5.144.623,00 da Sudam. “A estratégia era transformar o Brasil em um grande exportador de carne”.

APRESENTADOR CHEGOU A TER 10 MIL CABEÇAS DE GADO

Já muito conhecido na época como apresentador de TV, o novo pecuarista estendia seus tentáculos. Além da Tamakavy, Silvio Santos manteve até o fim dos anos 80 as Agropecuárias Tiaipe e São Cristóvão. As três formavam a fazenda Tamakavy. De 70 mil hectares, segundo o livro “Silvio Santos, a Trajetória do Mito“, de Fernando Morgado; ou 95 mil hectares, segundo reportagem de 1988 do Jornal do Brasil.

Ali o empresário chegou a ter 10 mil cabeças de gado. Na época da reportagem, durante o governo Sarney, e enquanto o país discutia a reforma agrária na Constituinte, Silvio Santos ainda tinha 6 mil reses, distribuídas em 15 mil hectares de pasto.

Onde estão as fazendas de Silvio Santos?

Segundo o livro “A fantástica história de Silvio Santos“, o empresário se desfez da Tamakavy na mesma época em que vendeu a Record para a Igreja Universal do Reino de Deus, comandada por Edir Macedo, em 1989. Exatamente naquele ano o apresentador tinha sido anunciado como candidato à Presidência da República, numa aventura derrubada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Atuais donos da Agropecuária

A Tamakavy, agora com sede em Alto Boa Vista, pertence hoje a um político goiano, Adair Henriques da Silva, ex-prefeito de Bom Jesus (GO).

Ainda assim, este não é o momento mais delicado para a finanças do bilionário. Em 2018, Silvio registrou a maior baixa em seu patrimônio e apareceu na lista de bilionários brasileiros da Forbes na 160ª posição, quando sua fortuna foi calculada em R$ 1,21 bilhão –desvalorização de 54,16% em comparação aos R$ 2,64 bilhões levantados em 2013.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com