“Só brasileiro paga prêmio por picanha”, diz executivo da Minerva

“Só brasileiro paga prêmio por picanha”, diz executivo da Minerva

PARTILHAR
frigorifico minerva 1
Foto: Ricardo Benichio/Exame

Arroba do boi na máxima histórica e dólar alto impulsionaram balanço; Edison Ticle participou de live do InfoMoney e falou sobre a demanda por carne no exterior; assista

SÃO PAULO — O arroba do boi em seu maior patamar histórico e o real desvalorizado ajudaram a Minerva Foods a apresentar crescimento nas principais linhas do balanço do terceiro trimestre de 2020, segundo Edison Ticle, CFO do grupo.

“Nós exportamos 70% do que produzimos, e com o dólar no atual patamar isso por si só já ajuda as empresas exportadoras”, disse. “Houve uma demanda maior por carne bovina na Ásia, intensificamos as vendas na região no período”, completou.

O executivo comentou sobre a estratégia da empresa em focar no mercado internacional, mas disse que também tem mercados importantes que ela olha internamente. “Só o brasileiro paga prêmio por picanha. Lá fora, os estrangeiros pagam prêmio por outros tipos de carnes, como o filet mignon”, afirmou.

Ticle falou ainda sobre o pagamento antecipado de dividendos pela companhia, a robustez de caixa e os planos de aquisições, o hedge da dívida que é 80% indexada ao dólar e o trabalho da ministra Tereza Cristina à frente do Ministério da Agricultura. Assista à live acima.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.