Soja: cotações despencam em todo o país; veja por quê

PARTILHAR

Os contratos futuro da soja, negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT), assim, fecharam a segunda-feira (29) com preços em baixa.

Os preços da soja iniciaram a semana recuando nas principais praças do país, acompanhando o recuo consistente dos contratos futuros na Bolsa de Chicago. A queda de 1% do dólar adicionou pressão e ajudou a afastar os negociadores, resultando em um dia travado na comercialização.

Por conta disso, em Passo Fundo (RS), a saca de soja de 60 quilos baixou de R$ 186 para R$ 185.  Ao mesmo tempo, na região das Missões (RS), a cotação também caiu. De R$184 para R$183. Já no Porto de Rio Grande (RS), o preço recuou para R$ 189.

Simultaneamente, em Cascavel (PR) o preço passou de R$ 186,50 para R$ 183,50 a saca. No porto de Paranaguá (PR), a saca desvalorizou de R$ 193 para R$ 190.

Em Rondonópolis (MT), a saca diminuiu de R$ 176 para R$ 173. Em Dourados (MS), a cotação desvalorizou de R$ 176 para R$ 174.

Por fim, para Rio Verde (GO), a saca foi de R$ 172 para R$ 170.

Soja: Bolsa de Chicago

Os contratos futuro da soja, negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT), assim, fecharam a segunda-feira (29) com preços em baixa.

Com a perspectiva de boa safra nos Estados Unidos, os operadores aproveitaram para corrigir parte dos ganhos acumulados na semana anterior, quando a valorização se aproximou de 4%

Além disso, os números do Crop Tour, que indicam uma safra cheia para os Estados Unidos, pesam chuvas acima do esperado no Meio-Oeste norte-americano no final de semana. Isto corrobora para a expectativa de boa safra para o país.

De acordo com a Crop Tour, a safra norte-americana de soja deverá totalizar 4,535 bilhões de bushels em 2022, com produtividade média de 51,7 bushels por acre. O rendimento indicado ficou levemente abaixo do estimado pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) em seu mais recente relatório, de 51,9 bushels por acre.

As inspeções de exportação norte-americana de soja chegaram a 436.851 toneladas na semana encerrada no dia 25 de agosto, conforme relatório semanal divulgado pelo USDA. Na semana anterior, as inspeções de exportação de soja haviam atingido 686.827 toneladas.

Os contratos da soja em grão com entrega em novembro fecharam com baixa de 23,50 centavos ou 1,6% a US$ 14,37 3/4 por bushel. Já a posição janeiro teve cotação de US$ 14,43 por bushel, com perda de 22,50 centavos de dólar ou 1,53%

Ademais, nos subprodutos, a posição dezembro do farelo fechou com baixa de US$ 1,40 ou 0,32% a US$ 427,10 por tonelada. Finalmente, no óleo, os contratos com vencimento em dezembro fecharam a 66,44 centavos de dólar, com perda de 0,44 centavo ou 0,65%.

Fonte: Agência Safras

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com