Soja dispara no Brasil e preço chega a R$ 136/sc

Soja dispara no Brasil e preço chega a R$ 136/sc

PARTILHAR
soja no tocantins
Foto: Divulgação

De acordo com a consultoria Safras, os compradores estão saindo do mercado, esperando um cenário mais claro e o interesse nas importações cresce.

O mercado brasileiro de soja segue com preços firmes, mas com escassos negócios, de acordo com a consultoria Safras. “Chicago teve forte alta, mais que compensando a queda do dólar”, afirma.

Segundo a empresa, o produtor vai aumentando suas pedidas diante desse cenário, mas o comprador não tem condições de aceitar os atuais patamares. “Nesse momento, os compradores saem do mercado, esperando um cenário mais claro. O interesse nas importações cresce”, pontua.

Em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos subiu de R$ 136 para R$ 138. Na região das Missões, a cotação aumentou de R$ 135,50 para R$ 138. No porto de Rio Grande, o preço avançou de R$ 134 para R$ 135,50.

Em Cascavel (PR), o preço passou de R$ 130,50 para R$ 132 a saca. No porto de Paranaguá (PR), a saca avançou de R$ 134 para R$ 136.

Em Rondonópolis (MT), a saca seguiu em R$ 132. Em Dourados (MS), a cotação saltou de R$ 130 para R$ 135. Em Rio Verde (GO), a saca estabilizou em R$ 129.

Contratos futuros

A soja fechou esta quinta-feira, 27, com preços mais altos na Bolsa de Chicago. De acordo com a consultoria Safras, o clima seco nos Estados Unidos e a forte demanda pelo produto americano colocaram os contratos futuros nos maiores patamares desde 23 de janeiro.

Os contratos da soja em grão com entrega em novembro fecharam com alta de 17,75 centavos ou 1,92% em relação ao fechamento anterior, a US$ 9,42 por bushel. A posição janeiro teve cotação de US$ 9,47 por bushel, com ganho de 17,25 centavos ou 1,85%.

Nos subprodutos, a posição dezembro do farelo fechou com alta de US$ 3,80 ou 1,26% a US$ 303,10 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em dezembro fecharam a 33,50 centavos de dólar, alta de 0,97 centavo ou 2,98%.

Fonte: Agência Safras

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.