Touro: Manejo pós compra garante melhor desempenho

PARTILHAR

Após a compra, o manejo correto é necessário para garantir o desempenho ideal desses touros nas fazendas de destino. Confira as dicas da Nelore Grendene!

Este ano é um marco para a história da Nelore Grendene, faremos a maior oferta de touros melhoradores do mercado, com uma tecnologia cada vez mais avançada e, para responder a qualidade na quantidade de animais que há na Fazenda Ressaca, hoje traremos como o produtor pode ter um manejo adequado de touros após a compra. 

De antemão, pedidos para que qualquer ocorrência ou dúvida, o cliente Nelore Grendene entre em contato conosco, seja por telefone, email ou rede social, pois estaremos sempre disponíveis para melhor atendê-los. 

A aquisição de um reprodutor é um passo importante no desempenho do rebanho, visto que, o touro é o grande difusor de genética e seu legado produtivo permanece por mais tempo dentro da fazenda.

Após a compra, o manejo correto é necessário para garantir o desempenho ideal desses touros nas fazendas de destino. Geralmente os touros adquiridos tem entre 20 a 36 meses e ainda estão em processo de crescimento e merecem cuidado especial.

Seguem abaixo algumas recomendações

Na chegada dos animais, observar o estado geral, bem como aprumos, prepúcio, testículos. Qualquer lesão observada deverá ser comunicada imediatamente a GRENDENE, permitindo a solução de problemas. 

No processo de produção Grendene os animais são criados e recriados a pasto e nos 120 dias que antecedem o leilão são submetidos a preparo em confinamento, a fim de atingir a maior parcela de peso adulto e permitir maior capacidade de trabalho. Nos últimos dias de preparo, os animais passam a receber dieta de baixo concentrado e alta oferta de volumoso, iniciando a readaptação dos animais ao regime de pasto semelhante as fazendas de destino.

Recomenda-se que ao receber os touros, continue o processo de adaptação dos animais no regime a pasto por pelo menos mais quatro semanas, em pastagem de boa qualidade, com acesso a boas aguadas e suplementação mineral.

Após o período de adaptação (30 dias após recebido), recomenda-se refazer o andrológico certificando que mesmo com a mudança de ambiente e propriedade, os touros permanecem aptos a monta. Caso sejam observadas alterações que tornem o touro INAPTO AO SERVIÇO, favor informar imediatamente a GRENDENE a fim de solucionar a questão.

NÃO colocar os touros adquiridos com demais touros já existentes na propriedade, evitando brigas e possíveis acidentes. A junção dos touros em um mesmo pasto deverá ocorrer somente após a temporada de monta.

NÃO colocar no mesmo pasto touros adultos e jovens para trabalharem juntos, pois os adultos, devido à dominância social, poderão impedir o desempenho reprodutivo dos mais jovens. 

NÃO submeter touros jovens a trabalhos excessivos, mantendo nesse período uma relação de no máximo 15 fêmeas por reprodutor, monitorando sempre o estado geral dos touros. O ideal é dar um suporte até que o animal atinja a idade adulta.

Recomenda-se colocar os tourinhos em companhia de novilhas ou de um número menor de vacas, em comparação com os reprodutores adultos, pois eles têm alto libido e se cansam rapidamente devido ao excesso de coberturas, muitas dessas não conclusivas. Se o lote de fêmeas for grande, a taxa de prenhez poderá ser baixa.

Monitorar a condição corporal dos adquiridos quando em trabalho, com a leitura de escore corporal regular para detectar eventuais desgastes que afetem a produção espermática. Caso haja perda de massa muscular, o animal deve ser submetido a descanso até sua recuperação.

Após o término da monta, os touros devem ser examinados para verificação de eventuais problemas físicos e devem ser submetidos a descanso e recuperação física para trabalho futuro.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.