Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

Vaca produz mais de 190 mil kg de leite e quebra recordes

A vaca Rhoelandt 372 LEDA Doc Stormatic, produziu mais de 190 mil kg de leite na sua vida produtiva, maior produção histórica vitalícia do Brasil e América Latina!

Nesta quinta-feira, 8, aconteceu na propriedade do criador uma cerimônia de homenagem para marcar um importante momento da raça. O diretor-presidente da Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa (APCBRH), Hans Jan Groenwold, que abriu oficialmente a cerimônia, declarou a importância da homenagem. Os dados foram reconhecidos pelo Programa de Análise de Rebanhos Leiteiros do Paraná, vinculado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

A notícia saiu em primeira mão, aqui no Compre Rural, no mês de junho foi divulgado o resultado final, onde a vaca havia quebrado todos os recordes e se tornado a vaca mais produtiva da América Latina, atingindo uma produção superior a 190 mil kg de leite.

“Hoje é um dia especial, queremos nesta data fazer a justa homenagem para os criadores Ronald Rabbers e Henrieta Rabbers e sua família”. Nos anos anteriores, Rhoelandt 372 também conquistou títulos como Troféu Maior Produção Vitalícia de Leite e Segunda maior Produção de Sólidos em 2019, assim como em 2020.

O nome dela é “Rhoelandt 372 LEDA Doc Stormatic” (registro-BX321339); nasceu no dia 05 de janeiro de 2003, na fazenda Rhoelandt (Castro/PR), de propriedade do criador Ronald Rabbers e Henrieta Rabbers e alcançou pico de 190.107,92 kg de leite, 6.252,68 kg de gordura e 5.805,04 kg de proteína.

Além de ser fantástica em produção e sólidos, obteve na classificação para tipo (Avaliação Linear de Conformação) 90 pontos, entrando para a classe das vacas Excelentes (EX 90), ou seja, tem excelente sistema mamário, pernas e pés, força leiteira e garupa.

Alcançou esta expressiva produção vitalícia acumulada com 10 lactações, em regime de 3 ordenhas diárias. O último parto deu-se em setembro de 2020, aos 17 anos de idade, encerrou última lactação no mês de abril de 2021. Certificado Oficial de Desempenho-Controle Leiteiro Oficial.

Foto: Serviço Controle Leiteiro Oficial da Associação Paranaense/ Divulgação
Foto: Serviço Controle Leiteiro Oficial da Associação Paranaense/ Divulgação

Ronald Rabbers, proprietário do animal e da fazenda Rhoelandt, localizada em Castro (PR), se orgulha do patamar atingido pelo animal. “Foi uma vaca fantástica e que já veio de uma família produtiva tão incrível quanto e carregou isso em sua genética. Sua mãe, a vaca Rhoelandt 089 LEDA Victor Doc, produziu em cinco lactações 131 mil kg de leite. Em vida, ela representou tudo o que buscamos em nossas vacas: altas produções, excelente conformação e vida produtiva”, diz ele.

Vaca Rhoelandt 372 LEDA Doc Stormatic Foto: Serviço Controle Leiteiro Oficial da Associação Paranaense/ Divulgação

A propriedade

A história da família Rabbers na pecuária leiteira, começou quando Lucas Rabbers, juntamente com seus pais, irmãos e esposa, migrou da Holanda para o Brasil, mais especificamente para a Colônia Castrolanda, em Castro/PR, em 1953.

É considerada uma das mais importantes propriedades que compõem a bacia leiteira da região. Obteve reconhecimento nacional devido à criação de animais com genética impecável e alto nível de produção. Além disto, Ronald coleciona mais de 10 títulos de Criador Supremo Nacional.

“Propriedades rurais não mudam, o que muda é a tecnologia”. Com essa visão, a família Rabbers desafia o tempo e mantém há 64 anos cada vez mais moderna, produtiva e rentável a propriedade rural no município de Castro, nos Campos Gerais do Paraná. De 1953 a 2021, três gerações já comandaram as atividades da Fazenda Rhoelandt, dedicada a agricultura, suinocultura e especialmente à pecuária de leite.

A bola da vez está com Ronald Rabbers, dono da frase acima e um entusiasta no uso de ferramentas capazes de desenvolver constantemente a atividade leiteira no Paraná. Ordenhas automatizadas de última geração, vacas genotipadas, transferência de embriões, leite adensado para as bezerras recém-nascidas, sistema free-stal de produção são algumas das técnicas empregadas para garantir o alto desempenho do rebanho.

Forma de Produção

Na fazenda são vários galpões que abrigam as vacas no sistema free stall. A limpeza chama atenção. Aos 12 meses, as bezerras são inseminadas pela primeira vez. Antes do parto, são alojadas em local exclusivo, com espaço e conforto ambiental impecáveis. Os animais nascidos vão para o bezerreiro, onde Rabbers dedica atenção especial.

“Tudo começa aqui. Se eu não tratar bem o animal nesse período inicial, terei reflexos negativos em toda sua vida produtiva. Ele fica aqui por 85 dias, tomando leite adensado”, comenta. “O leite adensado faz parecer que os oito litros que ele bebeu são 12 litros”, explica.

Boa parte da nutrição vem da própria fazenda, aponta o produtor rural. “Temos um rigoroso controle de nossa nutrição. Toda a forrageira que usamos vem da propriedade”, comenta. A fazenda tem 110 hectares agricultáveis.

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM