Veja quanto custa um touro Nelore Pintado, beleza racial

PARTILHAR

Em uma raça que no Brasil ficou conhecida tradicionalmente como branca, estes animais chamam a atenção por sua beleza exótica e elegante. Veja!

O nelore pintado apesar de representar uma pequena parcela, a ocorrência de animais de pelagem vermelha, dentro da raça Nelore, não é incomum. Todos os autores que descrevem o gado citam a existência de indivíduos, linhagens e famílias com essa coloração. Criadores brasileiros, de diferentes regiões e em diversas fases da exploração do Nelore, interessam-se por exemplares de pelagem vermelha, seja por mera curiosidade, seja por verificarem sua perfeita caracterização racial.

Não é só por sua beleza que o nelore pintado se destaca, já tem alguns estudos chegam a apontar que a espécie pode apresentar qualidades valiosas em relação à tradicional, como rusticidade, precocidade e qualidade da carne. Porém são estes dados ainda precisam de mais pesquisas para afirmar com certeza tal fato. Confira quanto custa um touro da raça!

Segundo a história, Em 1906 foi importada uma novilha branca da Índia chamada Iraci. O animal estava fecundado e deu cria a uma bezerra vermelha que recebeu o nome de Itabira.

Itabira, uma fêmea filha de um casal de Nelore com pelagem cinza claro vindo de Madras. Foi a primeira novilha de pelagem vermelha. Como é freqüente no nascimento de bezerros Nelore, os filhos de Itabira eram todos avermelhados. A diferença é que a coloração dos pêlos persistia na idade adulta.

Pecuarista de primeira viagem, Leonardo Campos enviou sua dúvida sobre cruzamento de gado de corte, que também é grande dúvida de outros pecuaristas consultados. O criador de Abaeté-MG escreveu:

Estou me aventurando no ramo agora e não tenho experiência. Estou contando com o auxílio de amigos e tenho 22 novilhas Nelore. Pesquisando fiquei muito interessado em adquirir um touro Nelore pintado de preto para colocar com as novilhas na época delas. Gostaria de umas orientações. Qual o valor do reprodutor? E o valor de revenda dos bezerros? É um gado bom para manejo?”, disse em sua mensagem.

@fazendasaolourencoms

Foi Ricardo Abreu, zootecnista e gerente de fomento da ABCZ, a Associação Brasileira dos Criadores de Zebu, quem atendeu o produtor. Abreu aprovou a escolha de Campos, que, segundo o especialista, ocorre em um momento oportuno.

“O mercado de cria, graças a Deus, está muito ativo. Aqui nos nossos comentários, nós falamos sempre do poder das fêmeas, da valorização das fêmeas, e agora com a valorização do bezerro, realmente, todo o mercado se atentou para a importância de ter boas novilhas dentro do seu sistema de produção. Eu acredito que você adquiriu essas fêmeas pensando nisso”, observou.

Abreu aprovou a escolha do Nelore Pintado, mas ponderou que o criador não deve olhar somente a beleza visual do touro, mas sim suas características como reprodutor, tais quais avaliações genéticas.

“Você pode realmente usar o Nelore pintado. O Nelore pintado tem um mercado muito aquecido. Esse aspecto visual da pelagem chama atenção dos criadores e, claro, tão interessante quanto a questão da pelagem é o indivíduo que você vai adquirir. Procure o máximo de informações sobre esse animal, se ele é registrado, se tem o registro definitivo… Porque isso dá acuidade, dá confiabilidade às informações. Se tiver a predição dos valores genéticos desse touro através das suas DEPs, é uma informação importantíssima para o seu critério de seleção”, reforçou.

Na sequência, o zootecnista revelou o valor médio tanto dos reprodutores como dos bezerros para a revenda. “Observando nos leilões ou regionalmente, os touros com registro definitivo, com informações, vai variar dentro de uma referência […] cuja relação é de 60, 90 até 100 arrobas de boi gordo. Quanto ao preço do bezerro, o bezerro vem se valorizando, chegando a R$ 15,00 e até R$ 18,00 o quilo”, estimou.

“Então o mercado está ativo, é importante pegar essa referência para investir mais na atividade porque, com certeza, você vai estar formando um plantel de qualidade e vai ter rentabilidade no seu negócio”, confirmou.

Com o aproveitamento genético de reprodutores desta pelagem, oriundos de um plantel Nelore, tido como puro de origem (PO), alguns criadores deram o passo inicial para a proliferação desta genética nos rebanhos de todo o território nacional.

Hoje já é comum ver em  diversas exposições apresentação deste gado, que chama a atenção de muitos pecuaristas por sua coloração e pela caracterização racial. Além da curiosa beleza de sua pelagem, o Nelore pintado pode alinhar, também, todas as principais qualidades da raça, como produtividade, precocidade, fertilidade, rusticidade e conversão alimentar.

Compre Rural com informações do Giro do Boi

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com