Vídeo: Maior locutor de rodeio do Brasil desmascara a VEJA!

Vídeo: Maior locutor de rodeio do Brasil desmascara a VEJA!

PARTILHAR
Johnny de Franco/Sigmapress

Asa Branca, o maior nome dos rodeios do Brasil, desmascarou a Revista Veja e a “defensora” dos animais Luisa Mell. Veja o vídeo e entenda a história completa!

Uma matéria publicada pela Revista Veja, na semana passada, chamou atenção nas redes sociais, onde o título trazia a seguinte manchete: “Asa Branca entra na luta contra rodeios“. Além disso, ainda culpava os rodeios pelo atual estado de saúde do locutor de rodeio, onde dizia que “Paciente de câncer em fase terminal, o locutor diz que paga hoje os pecados por ter participado do circuito de eventos em que os animais são maltratados”.

A matéria repercutiu em todo Brasil, já que o Asa sempre foi um dos maiores nomes do Rodeio Nacional. Vamos tentar entender melhor a situação e, além disso, trazer um depoimento do próprio Asa Branca, onde ele desmente e mostra o quanto a Luisa Mell e a Revista Veja deturparam o que foi dito.

Acostumado a hotéis de luxo e arenas de shows com público de 100 000 pessoas, Waldemar Ruy dos Santos, o Asa Branca, o maior locutor da história dos rodeios do país teve uma grande surpresa.

Há vinte dias, uma junta médica deu o diagnóstico desolador: o retorno de um tumor em pontos da garganta e na base na boca. Levando em conta o histórico de saúde do paciente, que é portador do vírus HIV e tem oito válvulas na cabeça em decorrência de uma criptococose contraída em 2013, os especialistas avaliaram que ele não aguentaria se submeter a sessões de quimioterapia nem muito menos a uma cirurgia. Passou então a ficar sob cuidados paliativos, quando não há mais esperança de cura e os tratamentos se destinam a minimizar as dores.

No auge de sua carreira, ele faturava mais de 300 000 reais por mês em cachês e namorava famosas como a modelo Alexia Dechamps e a atriz Isadora Ribeiro. Sua marca registrada era descer de helicóptero no meio das arenas lotadas. 

Durante a entrevista, Asa Branca foi questionado sobre seus tempos de rodeio, onde ele contou algumas coisas que aconteciam na época, antes da década de 90. Entretanto, a Veja utilizou dessas falas, isoladas e mal posicionadas para poder criticar e prejudicar o mundo dos rodeios.

A “defensora” dos animais, se assim podemos dizer, Luisa Mell, utilizou da falsidade e ganância para deturpar e, o pior, utilizar o estado de saúde de uma pessoa, para poder ganhar “fama”. Segundo a reportagem, “para Luisa Mell, a mais conhecida ativista do país na proteção aos animais, o mea-culpa de Asa Branca sobre seu papel nas arenas transformou o locutor de vilão em herói da causa. “Acho louvável ter uma referência de dentro do rodeio que reconhece como essa indústria é cruel”, afirma.”

Crueldade é o que fez a Revista VEJA e a Luisa Mell:

Quem é do meio sabe que, a muitos anos, o bem-estar animal é crucial para o meio de produção e para os esportes equestres e rodeios. São inúmeros os projetos e atuações dos meios competentes para garantir o melhor para os animais. Confira, Bons tratos aos animais torna cia de rodeio campeã!

A matéria ainda traz o seguinte dizer: “a organização da festa de Barretos afirma que “o evento foi pioneiro na criação do Centro de Estudos do Comportamento Animal para desenvolvimento de normas sobre bem-estar animal e monitoramento de todos os procedimentos durante as provas”.” Mais uma vez, mostrando que a própria reportagem deturpou e utilizou de má fé para tratar do assunto.

Vídeo do Asa Branca, grande locutor do mundo dos rodeios, desmascarando a VEJA e a Luisa Mell:

Depoimento

Em depoimento exclusivo para o Compre Rural, o também locutor de rodeio , Luciano de Oliveira, disse o seguinte:

“Só tenho gratidão por tudo que o Rodeio e as pessoas que são envolvidas no Rodeio e todos os meus 25 anos de Rodeio só tenho que agradecer a Deus tudo que eu conquistei através deste esporte.

Já em relação a Asa Branca eu acho que foi de uma infelicidade muito grande tudo que ele falou, acredito que deve ter tido alguma influência por parte da Ativista Luíza Mel e ele devido as circunstâncias que ele tem passando e tudo que vem acontecendo na vida dele, acredito que ele foi influenciado, porque o Rodeio hoje merece respeito.

As pessoas que estão envolvidas na prática desse Esporte, merecem respeito e o que foi praticado outrora eu não posso nem falar porque eu não fiz parte, eu faço parte do Rodeio de 25 anos pra cá, certo, e eu só tenho a dizer que a evolução é constante os bons tratos e bem-estar animal é exigência fundamental.

Nos Rodeios que eu participo e, para mim, o que ele disse foi de uma infelicidade muito grande, mas respeito a opinião dele e de todas as pessoas, graças a Deus o nosso esporte tem evoluído como tudo tem que evoluir e a evolução chegou e os tratos com ela também, hoje o Rodeio realmente é uma grande preocupação pelos bons tratos” – Luciano de Oliveira, locutor de rodeios.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com