Touros mais perigosos do rodeio!

Touros mais perigosos do rodeio!

PARTILHAR

Trazemos para vocês uma seleção dos touros mais perigosos no mundo do rodeio com grande menção ao Agressivo e Bandido, dois ícones das áreas.

montaria em touros é uma modalidade de alto risco e muito imprevisível. No mundo do esporte, os oito segundos mais perigosos, sem dúvida, se passam em cima do animal. Por isso, a coragem é fundamental para ser um peão de boiadeiro. Principalmente quando o desafio é enfrentar algum dos mais temidos touros do Campeonato.

Os eventos da Professional Bull Rider, uma das maiores empresas de promoção de rodeios do mundo, costumam ser o palco perfeito para descobrir os touros mais difíceis de enfrentar. Ao longo da história, alguns animais ficaram famosos pelo seu desempenho na arena. Confira abaixo alguns deles.

Bodacious, o mais violento

Considerado o touro norte-americano mais violento do mundo, o Bodacious era conhecido pelos ferimentos que causava nos cowboys. Um dos episódios mais falados foi quando Tuff Hedeman, um dos melhores do mundo no esporte, teve a face destruída pelo animal durante a final da Professional Bull Riders em 1995. Dois anos depois, o touro de 1200 kg foi aposentado em plena forma, para segurança dos atletas. Entre 135 montarias, apenas 6 peões conseguiram completar os oito segundos em cima do animal.

touro-boudacious-perigoso
Touro Bodacious – Foto Divulgação.

Bandido, uma lenda

O touro Bandido é reconhecido internacionalmente como o melhor do rodeio brasileiro. Sua fama nasceu por derrubar os peões com uma rapidez impressionante. Apenas um cowboy permaneceu em seu lombo por 8 segundos, o peão Carlos de Jesus Boaventura, em Jaguariúna. Em 2008, após mais de 200 competições pelo Brasil, o boi Bandido teve sua carreira encerrada. Morreu no ano seguinte de câncer de pele e foi enterrado no Memorial do Peão, em Barretos.

touro-bandido
Touro Bandido – Créditos:http://gloriaperez.com.br/

Dillinger, bicampeão mundial

Muito ágil e atlético, o touro Dillinger é um dos melhores da história, segundo a PBR (Professional Bull Riders). Foi eleito duas vezes o touro do ano. Sua rapidez e força compensavam a fato de não ter chifres. Poucos cowboys conseguiram resistir 8 segundos em seu dorso. O bicampeão mundial teve sua última competição em 2002. Se aposentou após sofrer uma fratura múltipla e luxação na jarrete esquerda.

touro-dillinger
Touro Dillinger – Créditos:http://ak.c.ooyala.com

Agressivo, o mais temido

O nome já diz tudo sobre sobre o temperamento do touro Agressivo. Com 900 kg, foi conhecido por derrubar grandes campeões antes de 8 segundos. Era forte e tinha movimentos rápidos. Recebeu prêmios de Touro do Ano, Melhor Touro de Barretos, 2º Melhor Touro e 13 fivelas de Melhor Touro. É um dos mais temidos até hoje, já que após a sua morte ainda não teve um substituto a sua altura. Seu dono é o mesmo do boi Bandido, o tropeiro Paulo Emílio. No entanto, ele possuía características menos violentas. Veja na matéria abaixo tudo sobre ele.

touro de rodeio agressivo 3
Foto: André Silva / Comunic Comunicação Corporativa

Little Yellow Jacket, um competidor especial

O touro norte-americano Little Yellow Jacket foi o único da PBR a ganhar três vezes consecutivas o título de Melhor Touro do Mundo. Foi o primeiro a receber o prêmio Brand of Honor. Ficou conhecido por derrubar 84% dos peões que o desafiavam em um tempo médio de 2,6 segundos. Em 2003, derrubou o bi-campeão mundial Chris Shivers em menos de 2 segundos. Apenas 14 cowboys conseguiram resistir o tempo necessário para vencer a disputa. Sua última competição foi na final mundial de 2004. Morreu em 2011, na Carolina do Norte, aos 15 anos.

touro-little-yellow-jacket
Touro Little Yellow Jacket – Créditos:northdakotacowboy.com

Jumbo, de grandes chifres

De corpo curto e chifres grandes, o boi Jumbo costumava ser um dos mais perigosos para os cowboys na década de 1990.  Suas aparições eram famosas nos rodeios de Barretos. Uma de suas táticas era jogar o chifre para trás para ferir o peão.

touro-jumbo
Touro Jumbo – Créditos:http://efiree.com

Sem Futuro, boi bravo e grande

O touro Sem Futuro dava medo só pelo tamanho, já que tinha um tamanho maior do que o comum entre os bois de rodeio. Além disso, era conhecido por ser bravo e ter chifres grandes. Somente dois peões conseguiram ficar mais de 8 segundos montados nele: os campões  Sigmar Colatruguio e Ty Murray. Precisou se aposentar após sofrer uma lesão na coluna.

Baiano, um perigo dos tempos antigos

Na década de 1980, um touros de rodeio mais perigosos era o Baiano. O animal ficou conhecido por fazer com que muitos cowboys desmaiassem após a tentativa de montar em seu dorso por 8 segundos. Não há registros que confirmem com exatidão, mas acredita-se que somente três peões conseguiram a vitória nas competições.

Marfim, rápido e forte

Entre os touros mais perigosos da atualidade, o Marfim se destaca por ser muito rápido e forte. Os cowboys costumam ter dificuldade para montá-lo. Até mesmo o campeão Adriano Moraes só obteve sucesso em apenas uma montaria após onze tentativas.

Neymar, o Tiradentes

O touro Neymar ganhou esse nome por ter uma característica no penteado semelhante ao famoso jogador de futebol: a penugem em cima da cabeça. Apesar do nome um tanto inusitado e engraçado, sua performance na arena costuma causar temor aos cowboys, pois é um dos mais fortes no rodeio de Barretos. No início da carreira, ficou conhecido como Tiradentes após um competidor cair de cima do boi e quebrar os dentes.

touro-neymar
Touro Neymar – Créditos: http://1.bp.blogspot.com

Compre Rural com informações do Rodeo West

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com