CLASSIFICADOS
Página Inicial » Notícias » Carregamento de 7mil cabeças no Porto Novo do Rio Grande no Sul começa, destino é a Turquia
Curso de gestão de pastagens, planejamento e manejo da teoria à prática, aprenda o método PDCA
Foto: Alan Bastos/SUPRG
Foto: Alan Bastos/SUPRG

Carregamento de 7mil cabeças no Porto Novo do Rio Grande no Sul começa, destino é a Turquia

*Errata:

Pedimos desculpas, mas essa notícia veícula dia 01 de setembro de 2016 na verdade é de 2010, pois nos foi dada a informação que ocorria um carregamento de bovinos no porto.

Teve início hoje, a 1h15min da madrugada, no cais do Porto Novo do Rio Grande, mais um embarque de bovinos vivos, o qual marca a primeira exportação de animais de produtores gaúchos para a Turquia. No meio da manhã de ontem já estavam embarcados no navio-curral Kenoz, de bandeira panamenha, 1.500 terneiros vivos, de 150 a 200 quilos, destinados ao Líbano. No final da tarde, começou o carregamento de 5.500 animais castrados e gordos, para abate, exportados para a Turquia.

Conforme Mahmud Amer, gerente da exportadora Angus Trading, “a Turquia é um novo mercado que se abre para o Rio Grande do Sul, o que contribui para melhorar a economia do Estado”. Os outros mercados são o Líbano, que tradicionalmente importa terneiros de criadores riograndenses, e o Egito, que passou a receber gado gaúcho este ano. Segundo Amer, já há outra exportação prevista para a Turquia, que deverá ser realizada em outubro, e maior que esta primeira – em torno de 9 mil bovinos.

O preço pago ao produtor pelo gado adquirido objetivando exportação para a Turquia, é de R$ 2,70 a R$ 2,80 o quilo. E o transporte desde as fazendas até Rio Grande é por conta da Angus Trading. Mahmud Amer observa que a abertura de novo mercado significa mais competitividade para o produtor gaúcho. “O gado castrado e gordo é sempre destinado ao frigorífico. Agora o produtor tem mais uma opção, que é exportar. É um novo mercado que se abre para os criadores de gado invernado”, salienta. Para os criadores que vendem terneiros destinados ao Líbano, é pago entre R$ 2,40 e R$ 2,50 por quilo.

O embarque dos 7.000 animais no navio Kenoz deve ser concluído na tarde desta sexta-feira. Os bovinos foram adquiridos de produtores de diferentes municípios do Estado e estavam confinados em uma área de propriedade da Angus Trading, localizada na Vila da Quinta, a aproximadamente 20 quilômetros do porto rio-grandino. O transporte dos animais desde a área de confinamento até o Porto Novo envolve 40 caminhões. Para o Líbano, este é o segundo embarque deste ano.

A operação de embarque no Porto Novo envolve mais de 100 Trabalhadores Portuários Avulsos (TPAs), entre arrumadores, conferentes e estivadores, além de mais 30 pessoas das empresas envolvidas. Conforme o operador portuário e despachante Aduaneiro, Leonardo Vanzin, diretor da Vanzin Serviços Aduaneiros, responsável pelos embarques de bovinos, este ano também serão realizadas outras exportações para o Líbano e para o Egito. A bordo do Kenoz também estão 1.700 animais embarcados no Uruguai com destino à Turquia, de acordo com a Angus Trading.

Fonte Jornal Agora

Um comentário

  1. Notícia de 2010…..

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicadoEstes campos são obrigatórios *

*

x

Checar também

cafe rama vermelha

Café capixaba é eleito o melhor do Brasil pela Abic

O microlote do produtor José Alexandre Abreu de Lacerda recebeu a maior pontuação no júri ...

fazenda-sustentavel-vencedores-2016

Fazenda de Mato Grosso do Sul é a campeã da sustentabilidade

A Modelo II adotou integração lavoura-pecuária-floresta e foi a vencedora do prêmio Fazenda Sustentável 2016, ...