PARTILHAR

Na Nova Zelândia o leite é mais barato, terra e insumos são mais caros, aqui no Brasil temos conseguido rentabilidade muito maiores que lá.

por Ernesto Coser Netto

Beatriz e Owen Willians ( ela brasileira e ele neozelandês) produzem em Goiás muito leite e com excelente rentabilidade. O rebanho é composto basicamente de animais jersolando. Os animais buscam o alimento, aproveitam ao máximo o pasto, usam suplementação como suplemento e não de forma compensatória. Não precisam pensar e investir em conforto técnico, porque usam animais adaptados.

Estão trabalhando para se tornarem o grupo com maior produção de leite do Brasil em pouco tempo. E reforço que todo este projeto é realizado a pasto. Algo impossível de ser realizado na opinião da maioria das pessoas.

Leia também

Trabalham em sentido oposto da tendencia que cada vez mais produtores e técnicos tem aderido que é confinamento e compost barn.

Em conversa com Owen ouvi uma frase que me chamou muito atenção, ele disse:

-Poderia escolher terra em qualquer lugar do mundo, mas escolhi aqui, onde tenho clima favorável, mercado e industria próximos e várias outras vantagens. Na Nova Zelândia o leite é mais barato que no Brasil, terra e insumos são mais caros e por lá prosperamos, aqui no Brasil temos conseguido rentabilidade muito maiores que lá.

Com dinheiro na mão, 90% dos produtores e técnicos preferem investir em sistemas confinados, por acharem que é mais tecnificado, não acreditam que possa haver alta tecnologia e eficiência no modelo a pasto.

Mostrando que realmente são diferenciados, na palestra da Scot tiraram um tempo para falar da importância da cerca elétrica. Tecnologia indispensável para quem precisa manejar o pasto corretamente. Foi a Nova Zelândia que desenvolveu este tecnologia e por lá ela é matéria nas faculdades de ciências agrárias e por lá é solução e não fonte de dor de cabeça e alta manutenção como no Brasil.

Em quase 6 anos na Trutest, é a primeira vez que este tema é abordado por produtores ou técnicos em palestras que assisto. Normalmente este tema é abordado somente por que vende este material.

Quem está errado? Quem conhece conceitos básicos de cerca elétrica? Produção a pasto não é alta tecnologia? Vacas de 40 litros é o ideal? Como está nossa eficiência de pastejo? Por que eles conseguem e outros não?

Buscamos produtividade ou produti”VAIDADE”?

Acredito que são um exemplo a ser seguido no Brasil.

Entrevista do Grupo Kiwi a TV SENAR

Ernesto Coser Netto
Gerente Nacional Comercial na Trutest do Brasil

Pneu de soja: sustentável, econômico e totalmente renovável

-- conteúdo relacionado --

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com