Arrecadação com ‘dólar soja’ na Argentina bate meta de US$ 5 bilhões

PARTILHAR
Foto Divulgação.

O ministro da Economia, Sergio Massa, destacou essa conquista e prometeu continuar trabalhando com o setor agroindustrial para fortalecer as reservas.

O governo argentino confirmou o cumprimento da meta de arrecadação de US$ 5 bilhões em setembro, com a implementação do regime “dólar de soja”, nove dias antes de sua conclusão. Segundo a Câmara da Indústria Petrolífera Argentina (Ciara), foram arrecadados US$ 5,130 bilhões entre os dias 1º e 21 de setembro.

Isso mostra que baixar a carga tributária no complexo soja ou melhorar a taxa de câmbio gera um movimento econômico sem paralelo. A política deve tomar nota para não continuar punindo o setor, afirmou a Ciara.

O ministro da EconomiaSergio Massa, destacou essa conquista e prometeu continuar trabalhando com o setor agroindustrial para fortalecer as reservas e aumentar a participação agroexportadora do país, em busca da geração de segurança alimentar global.

“Esperamos que tenha um volume maior que 50 bilhões de pesos daqui até o fim do ano” — Sergio Massa

“O governo vai colocar 14 bilhões de pesos de recursos próprios da Secretaria no início, antes da liquidação, e a partir daí vai depender do que está entrando, mas esperamos que tenha um volume maior que 50 bilhões de pesos daqui até o fim do ano”, prometeu Massa durante a apresentação do regime no início de setembro.

Programa do dólar da soja

O Programa de Aumento de Exportações (PIE), regulamentado pelo Decreto 576/22, estabelece uma taxa de câmbio diferencial de US$ 200 por dólar até 30 de setembro.

Fonte: Agência Safras

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com