Arroba bate R$ 240 e preço dispara nessa semana, veja!

Arroba bate R$ 240 e preço dispara nessa semana, veja!

PARTILHAR
Confinamento e Boitel VFL BRASIL. Foto: Marcella Pereira

Boi vai surfando na onda de alta, enquanto frigorífico sonha com maré baixa; A diferença para os animais que atendem o mercado interno chega a 5%.

A arroba do boi padrão China em São Paulo é negociada por até R$ 227, de acordo com a consultoria Agrifatto. A baixa oferta de animais e o ritmo aquecido de exportações continuam estimulando os valores na pecuária.

De acordo com o analista de mercado Yago Travagini, a diferença para a arroba do boi gordo voltado ao mercado interno já chegou a bater R$ 15, quando o mercado interno estava mais fraco e as exportações à China ainda elevadas. A diferença para os animais que atendem o mercado interno chega a 5%, segundo a consultoria. Demanda chinesa aquecida deve manter preços em alta

Preços da arroba seguem em patamares altos nas praças pecuárias, sustentados pela escassez de oferta de boiadas

“Analisando o contexto em que o pecuarista opta e pode receber até 5% a mais, por entregar um animal de idade menor, com um padrão de qualidade um pouco maior, sim está valendo a pena entregar o boi China. Mas é preciso saber se o pecuarista tem condição de entregar nesse padrão”, afirma.

A China, considerando, leva cerca de 70% a 80% da nossa carne. A tendência é que o país asiático continue comprando bastante até novembro. “Particularmente, a nossa visão é de que há espaço para chegar a R$ 230 por arroba”, diz.

Os frigoríficos ainda tentam barganhar valores mais baixos no gado pronto para abater, reduzindo o fluxo de aquisições e o tamanho dos lotes negociados, relata a consultoria. Em algumas praças, essa estratégia teve uma resposta satisfatória aos compradores de gado.

Fechamento na Agrobrazil

O fechamento do indicador do Cepea fechou com grande alta, valendo R$ 222,40/@. No app da Agrobrazil, a média pra a praça de São Paulo ficou em R$ 222,82/@, com preços variando de R$ 217 a R$ 220.

No aplicativo da Agrobrazil, os participantes informaram negócios na região de Euclides da Cunha Paulista/SP para o boi China de R$ 223,00/@, à vista e com data para o abate em 04 de agosto. Na cidade de Uberaba/MG, ocorreu negócios de R$ 225,00/@, à prazo com 30 dias para pagar e com data para abate em 28 de julho.

Já na localidade de Ribas do Rio Pardo/MS, o boi comum foi comercializado a R$ 210,00/@, à prazo com 10 dias para pagar e com data para o abate em 26 de julho. No município de Sud Mennucci/SP, o boi com destino ao mercado interno foi negociado a R$ 220,00/@, à vista e com data para abater em 03 de agosto.

Destaque para São José da Laje/AL, onde o boi com destino ao mercado interno ficou cotado em R$ 240/@ à vista e abate para o dia 24 de julho.

  • Na capital de São Paulo, os preços do mercado à vista passaram de R$ 218/219 para R$ 219 por arroba.
  • Em Uberaba (MG), seguiram em R$ 216, estáveis.
  • Em Dourados (MS), mantiveram-se em R$ 210, inalterados.
  • m Goiânia (GO), continuaram em R$ 210.
  • Já em Cuiabá (MT), permaneceram em R$ 198.

Atacado

No mercado atacadista, os preços da carne bovina seguem firmes. “O ambiente de negócios ainda sugere pela manutenção dos preços até o próximo período de virada de mês”, diz Iglesias.

Com isso, a ponta de agulha continuou em R$ 12,10 o quilo. O corte dianteiro seguiu em R$ 12,65 o quilo, e o corte traseiro permaneceu em R$ 14 por quilo.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com