Bebedouro inovador com basculante, confira!

Bebedouro inovador com basculante, confira!

PARTILHAR

Modelo basculante agiliza o processo de higienização dos bebedouros nos confinamentos, economizando mão de obra. Confira os pontos positivos e negativos!

Água de qualidade deve ser fornecida aos animais em todo o seu ciclo de vida, seja também à pasto ou em confinamentos. Entretanto, manter a água limpa nos bebedouros é uma tarefa que exige tempo e paciência. Nos confinamentos, onde a frequência de higienização das instalações é maior, essa tarefa torna-se ainda mais árdua. Conheça o modelo, o bebedouro basculante!

A pecuária vem adotando novas tecnologias, buscando se adequar aos sistemas e trazer, para o pecuarista, maior comodidade na atividade. Um modelo de bebedouro que vem sendo disseminado é o modelo basculante. Vamos entender os pontos positivos e negativos da sua utilização!

A definição de basculante é de um sistema que funciona através de um básculo, uma alavanca posicionada em sua lateral que permite a rotação da estrutura sobre seu eixo!

A utilização do basculante visa reduzir o trabalho do operador que realizará a tarefa da limpeza dos bebedouros. Sendo assim, o modelo deve ter dois eixos nas extremidades e ser suspenso um pouco acima do solo para permitir o movimento de rotação.

Para esvaziá-lo, o trabalhador terá apenas que girar o recipiente, puxando uma das duas alavancas soldadas em suas extremidades de forma a incliná-lo, como se você estivesse abrindo uma janela do tipo basculante.

A operação, entretanto, pode ser facilitada com o emprego de um “bebedouro basculante”, fácil e rápido de limpar.

Antes de realizar a tarefa, duas recomendações importantes. A primeira é passar uma vassoura no bebedouro para levantar as partículas de sujeira acumuladas no fundo. A segunda é posicionar-se ao lado da alavanca ao puxá-la, evitando assim se molhar com a água despejada. Além da limpeza, a manutenção é facilitada. 

“Se for preciso fazer algum reparo, basta desparafusar o bebedouro dos palanques e removê-lo”, afirma Júlio Dal Bem, da Irrigasol, de Alta Floresta, MT.

Confeccionado em aço, com pintura epóxi (para impedir a oxidação), o bebedouro é leve e compacto (tem 3 m de comprimento e capacidade para 600 litros). Uma única pessoa consegue manejá-lo. As duas alavancas dão maior estabilidade à instalação.

“Prendemos esses dispositivos com correntinhas para evitar que algum animal vire o bebedouro acidentalmente”, diz Dal Bem.

Conversamos com alguns especialistas e gerente de confinamentos, que avaliaram como uma boa tecnologia, porém apontaram alguns pontos negativos para o sistema. Confira abaixo o comparativo:

Pontos positivos

  • Redução da mão de obra para limpeza;
  • Facilidade na manutenção;
  • Facilidade para esvaziar;
  • Facilidade para limpeza;

Pontos negativos

  • Tempo de utilização;
  • Maior gasto com água na limpeza;
  • Operador reclama que fica todo molhado;
  • Bois aprendem virar a estrutura;
  • Vazão para um lote de bois erados é baixa;

Diante do que foi exposto acima, a tecnologia se torna muito eficiente para alguns sistemas. Entretanto, é preciso levar em consideração todos os pontos colocados para que o bebedouro não se torne uma dor de cabeça.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com