‘Bife de ouro’ de R$ 9 mil cria polêmica; Você comeria?

PARTILHAR

Os jogadores da seleção brasileira em meio á disputa da Copa do Mundo do Qatar, provaram o ‘Bife de Ouro”, que podem custar cerca de R$ 9 mil. Você comeria?

Localizada no hotel Sheraton Grand Doha Resort, no Catar, a churrascaria Nusr-Et, que já era famosa nas redes sociais, passou a ficar ainda mais conhecida depois que os jogadores da seleção brasileira visitaram o local durante uma folga entre os jogos da Copa do Mundo, assim como jogadores e técnicos de outros times, para comer o ‘Bife de ouro’ de R$ 9 mil cria polêmica; Você comeria?

Comandada pelo chef-celebridade Salt Bae, um libanês cujo nome verdadeiro é Nusret Gökçe – mundialmente conhecido como Salt Bae pela forma inusitada como despeja sal na carne – a rede de 21 restaurantes espalhados pelo mundo faz sucesso por servir peças de carnes folheadas a ouro 24 quilates. Saiba mais a seguir.

Os brasileiros estão em segundo lugar como maiores consumidores , e não passam despercebidos quando aparecem em algum de seus 32 restaurantes. Mas frequentemente chegam com expectativas que serão frustradas. “Os brasileiros normalmente vão atrás de picanha”, contou o chef Salt Bae, em uma tarde lotada na filial de Doha, capital do Qatar, que recebe a Copa do Mundo. Mas o local, que só conta com carnes nobres, não oferece o corte queridinho do churrasco entre amigos.

Ele diz que, na verdade, sua variedade de cortes é tanta que deixa a picanha sem graça perto do que oferece. Carne folheada a ouro de Dubai: quanto custa? Servidos sem acompanhamentos, os filés, T-bones e steaks podem custar entre R$ 1,5 mil até R$ 9 mil. Vale lembrar que é possível comprar passagens para ir e voltar do Qatar por valores parecidos, de aproximadamente R$ 10 mil reais.

“Os brasileiros normalmente só conhecem picanha e ignoram os outros cortes. As pessoas que vêm aqui sabem que vão encontrar boas carnes, de qualidade. Aqui, não é o lugar onde vão encontrar picanha”, disse o chef.

Mas a falta do corte não parece ser um problema. Fãs de todas as nacionalidades entram em longas filas não apenas para garantir uma mesa mas para fazer uma “selfie” com o chef, que para com frequência no salão para atender aos inúmeros pedidos.

Além do preço exorbitante, a preparação da dourada carne folheada a ouro é um show à parte do chef Salt Bae. Veja no vídeo abaixo:

Salt Bae também foi estrela na folga da seleção brasileira, quando jogadores foram ao restaurante pedir o prato mais caro do cardápio, um grande corte de rib-eye folheado a ouro 24 quilates.

O chef os recebeu pessoalmente e disse que estavam “muito animados” e com bastante apetite. “Até dançaram.” Na terça-feira o ex-jogador Ronaldo Fenômeno esteve na churrascaria Nusr-Et, em Doha, na companhia de jogadores da seleção brasileira em meio á disputa da Copa do Mundo do Qatar. Lá, eles provaram peças de carne cobertas por ouro 24 quilates, que podem custar cerca de R$ 9 mil.

Só a forma como o prato é servido já é um show à parte, como é típico do chef que ficou internacionalmente conhecido por seus trejeitos aos temperar os pratos. A carne é cozida em frente aos clientes e ficam com a casquinha dourada. Veja os brasileiros saboreando:

Críticas se espalharam, mas conta pra gente: Você comeria?

Mas, o fato irritou Renato Maurício Prado que durante o programa UOL News Copa detonou Ronaldo, confira:

“Eu confesso que quando vi os vídeos aquilo já me incomodou. O Ronaldo levou o Vinícius Júnior, e eu acho que alguns outros jogadores da seleção, para comer bife com ouro. Primeiro já acho isso aí uma palhaçada tamanho família. Desde quando ouro faz bem para você comer. Isso aí é ostentação besta. E segundo: no meio da Copa? O Ronaldo, pelo amor de Deus, não joga contra. No meio da Copa você vai tirar os jogadores para ir comer bife folhado a ouro? Que patacoada, que palhaçada”, disse RMP.

Quem também não gostou nada do fato foi Walter Casagrande que puxou a conversa mais para o lado conscientização social. Destacando que a pobreza tem aumentado muito no Brasil.

“Hoje eu vi na Folha que a pobreza aumentou, são 62 milhões de pessoas que não têm café da manhã, almoço e janta. E os ídolos deles, quando aparecem numa matéria, eles estão comendo bife com ouro. Eu acho isso completamente desrespeitoso, além de ostentar, além de ser no meio de uma Copa do Mundo, além de qualquer coisa”, disse Casagrande.

Bife de Ouro
Bife de Ouro

Ostentação que “convoca” outros países

A seleção da Espanha também marcou presença na churrascaria e foi recebida pelo turco. O espaço conta com mesas com vista para o mar. Para o chef, porém, as melhores são na entrada. Ali a vista é para a cozinha com conceito aberto, e para as geladeiras de vidro com vegetais vistosos e organizados, além de cortes diversos de carne crua.

Bife de Ouro
Folhapress/Gabriela Biló
Bife de Ouro
Folhapress/Gabriela Biló

A mais cara, porém, foi a escolha da seleção –que, apesar do preço, é popular e sai com frequência. “Tudo é gostoso, eu sempre recomendo o melhor levando em consideração o preço, claro. Pessoas podem pagar coisas diferentes”, afirmou.

Quem topa encarar filas, que podem chegar a três horas por uma mesa no restaurante, tem uma hora para comer. Finalizada a refeição, os garçons são ágeis para providenciar a conta e convidar as pessoas a se retirar. O preço é salgado, e o tempo é curto –ao menos, a comida é boa.

🚀 Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? ✅ 👉🏽 Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). 🚜🌱 Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com