Boi China chega a R$ 206, nova máxima é registrada

Boi China chega a R$ 206, nova máxima é registrada

PARTILHAR
Confinamento e Boitel VFL BRASIL. Foto: Marcella Pereira

A volta da China ao mercado trouxe um novo horizonte para a arroba que, de pouco em pouco, vai sustentando uma nova alta. A nova máxima bateu R$ 206 no app da Agrobrazil!

No front externo, a retomada das atividades na China, principal destino da carne bovina brasileira, indica um possível aumento nas exportações de cortes bovinos. Uma grande notícias, para não dizer ótima, para os pecuaristas que tem animais com padrão para exportação. O mercado reagiu já no final da semana anterior, onde o ágio chegou a R$ 8 por arroba. Essa semana, segundo o app da Agrobrazil, tivemos uma nova máxima registrada, confira!

O que observamos, e esperamos, é que o retorno das compras chinesas de carne bovina brasileira aumenta as expectativas de um possível avanço das exportações e, consequentemente, das cotações da arroba.

Segundo o app da Agrobrazil, os pecuaristas de Novo Planalto/GO, tem informado negócios de R$ 190/@ à vista e abate para o dia 07 de abril. Já em Catanduva/SP, o valor é de R$ 200/@ com pagamento em 30 dias e abate para o dia 07 de abril.

O que chamou atenção, é a valorização do animal padrão China. Ontem, a novilha China, animal mais procurado no momento, em Botucatu/SP, foi negociada por R$ 200/@ com 3 dias para pagamento e abate no dia 02 de abril. Hoje o app registrou nova máxima para o Boi China, pecuarista de Pompéia/SP, registrou as vendas de R$ 206/@ à vista e abate para o dia 08 de abril.

Segundo o app da Agrobrazil, a tonelada da carne bovina está cotada em U$ 5200, veja que são dólares. Essa alta, frente a última semana, onde o patamar era de U$ 4800, hoje o valor líquido da arroba atingiu valores de R$ 230,29. Esse mercado segue com viés de alta no momento.

Segundo a Scot Contultoria

Os preços ofertados pelo arroba do boi gordo aumentaram nesta segunda-feira, 31. Isso acontece porque a oferta de boiadas segue limitada e as escalas de abate dos frigoríficos estão enxutas.

De acordo com a Scot Consultoria, em São Paulo, por exemplo, houve negócios fechados em R$ 200 a R$ 205  por arroba. Nesse nível de cotação, os negócios envolvem boiadas jovens, com até quatro dentes, para atender o mercado da China.

Para o curtíssimo prazo, a expectativa é de que, caso a oferta de gado não melhore, a demanda seja suficiente para manter as cotações firmes.

Exportação

Já a consultoria agrifatto comenta que o retorno das compras chinesas de carne bovina brasileira aumenta as expectativas de um possível avanço das exportações e, consequentemente, das cotações da arroba.

Em 2019, o país asiático importou aproximadamente 500 mil toneladas de proteína bovina do Brasil, as compras se concentraram principalmente no segundo semestre, majoritariamente em novembro e dezembro. Com o avanço do coronavírus e dificuldades logísticas, as compras chinesas diminuíram no início deste ano.

O Brasil enviou 279 mil toneladas de carne bovina total (in natura, industrializada e miúdos) nos dois primeiros meses de 2019, isso representa um avanço de 0,54% ante o mesmo período de 2019. Durante o mesmo período, China e Hong Kong importaram 140 mil toneladas de proteína bovina total, acumulando alta de 31% em comparação ao mesmo período do ano passado.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com