Caixa planeja ser o maior banco do agro em 2 anos

PARTILHAR
banco do brasil e caixa economica federAL
Foto: Divulgação

Isso significaria superar outro banco estatal, o Banco do Brasil, que é líder no segmento. Movimento pode gerar grande impacto positivo no agro brasileiro!

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, afirmou que o objetivo do banco é ser o maior do agronegócio em dois anos. Isso significaria superar outro banco estatal, o Banco do Brasil, que é líder no segmento.

“Nós tínhamos R $ 2,5 bilhões emprestados ao setor quando começamos o governo e vamos para R $ 35 bilhões nos próximos 12 meses (na safra 2021/22)”, disse Guimarães, durante o evento virtual da Sociedade Nacional de Agricultura (SNA) , realizado nesta terça-feira.

O presidente da Caixa lembrou que este ano-safra 2021/22, que se iniciou em 1º de julho, é o primeiro que o banco participa. Dos R $ 35 bilhões que serão reservados pela Caixa para o setor agropecuário, R $ 7,3 bilhões deverão pagar de juros equalizadas pelo Tesouro Nacional. “Pedimos R $ 15 bilhões à ministra da Agricultura, Tereza Cristina, para subvenção, e conseguimos R $ 7,3 bilhões”, apontou Guimarães.

Segundo o executivo, o banco já fez uma primeira operação do Plano Safra para a cooperativa Aurora, de Santa Catarina. “Devemos assinatura do primeiro contrato do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp) em Porto Alegre neste fim de semana”, pontuou Guimarães.

Ele também destacou que o foco principal do banco será o financiamento de silos e armazéns. Nesta área, a Caixa está com dez projetos acelerados, informou. “A Caixa veio para disputar o protagonismo no agronegócio e também queremos ser um dos gestores do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO)”, disse Guimarães.

Segundo ele, a ministra da Agricultura pediu que o banco atuasse também em irrigação. Neste ano, a Caixa deve abrir 250 agências. Destas, 80 serão voltadas ao agronegócio. Cidades como Petrolina (PE), Mossoró (RN) e Juazeiro do Norte (CE) foram citadas entre as que devem receber unidades do banco especializado no agronegócio.

A mais recente foi inaugurada em Dourados (MS) nesta semana. “Também queremos especializar os nossos correspondentes para o agronegócio. Teremos cerca de 10 mil correspondentes fazendo as operações ligadas ao setor”, projetou.

Fonte: Estadão Conteúdo

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.