Limousin a raça gigante com mais de 1200 kg, vídeo!

Limousin a raça gigante com mais de 1200 kg, vídeo!

PARTILHAR
touro da raça limousin
Foto: Divulgação

Sendo considerada uma das raças gigantes, os touros chegam a pesar mais de 1200 kg e produzem carne de grande qualidade; Confira as imagens!

A raça é conhecida mundialmente pela produção de carne macia e de altíssima qualidade. Além disso, as fêmeas ganham destaque com sua facilidade para o parto e a alta produção de leite.

Limousin é uma raça de gado bovino com grande destaque para o tamanho dos animais. Com um grande desenvolvimento de musculatura, o seu tamanho e peso corporal produzem animais que alcançam valores acima de 1200 kg de peso vivo. Confira as imagens que chamaram atenção e conheça mais sobre a raça!

No Brasil está presente desde meados do século XIX, tendo sido importado para melhorar a raça Caracu. Atualmente é utilizada em cruzamentos com raças zebuínas como a Nelore.

A característica principal das fêmeas é a facilidade de parto, associada com a grande produção leiteira. Os machos Limousin, por sua vez, são muito férteis e produzem sêmen de excelente qualidade.

Além disso, o Limousin é definido pelas seguintes características morfológicas:

Porte

  • A raça apresenta médio porte: as fêmeas pesam entre 550 kg e 750 kg, enquanto os touros possuem peso entre 950 kg e 1.200 kg.
  • Em relação a altura, o macho possui altura média de 145cm, e a fêmea de 137cm.

Pelagem

  • Os pelos desses animais são finos, curtos e sedosos, de cor vermelha-dourada escura, com as extremidades de cor trigo.
  • A pele, por sua vez, é macia, fina, flexível e, assim como as mucosas, é rosada.
Ampertaine-Hollywood-YHW-web
Foto: Divulgação

Cabeça

  • A cabeça desse gado é forte, curta e de tamanho médio, com perfil retilíneo. Além disso, a fronte e o focinho são largos. Já as orelhas são pequenas e finas, e os olhos são vivos, mas não salientes.
  • Os chifres, quando estão presentes, possuem comprimento mediano, sendo finos nas extremidades e arqueados para frente. A barbela, por sua vez, é pouco desenvolvida, acabando no esterno, enquanto o pescoço é curto e musculoso.

Corpo

  • O tronco do Limousin possui formato cilíndrico, profundo, longo e com boa cobertura muscular. Também apresenta peito largo e arredondado, além de um dorso reto, largo e horizontal.
  • Em relação à giba, é pequena e um pouco à frente, na cernelha, enquanto a garupa é uniformemente larga, plana e comprida. As costelas do bovino são longas e arqueadas, e os flancos são profundos e harmoniosos com o resto do corpo.
  • O umbigo é reduzido, já o úbere é discretamente volumoso na vaca em lactação, com tetas bem distribuídas. A bacia, por sua vez, é larga, com ancas pouco salientes.
  • Os membros desses animais, tanto dianteiros quanto traseiros, são médios e muito musculosos, bem aprumados, e com cascos bem conformados e resistentes.
  • As nádegas são espessas, bem descidas e arredondadas, enquanto a cauda é bem inserida, larga na base e fina na extremidade, com a vassoura na cor rósea clara.

Vantagens da raça e uso na produção agropecuária

O gado Limousin apresenta diversas vantagens para o criador, listadas abaixo:

  • Docilidade e fácil manejo;
  • Boa rusticidade;
  • Adaptabilidade climática e ambiental;
  • Uniformidade no padrão de cor;
  • Alta conversão alimentar;
  • Longevidade;
  • Precocidade;
  • Alto rendimento da carcaça;
  • Grande ganho de peso;
  • Flexibilidade de mercado, com seu uso em diversos nichos;
  • Cruzamento eficaz com matrizes zebuínas;
  • Seleção e melhoramento genético de qualidade, sob o comando mundial da Fundação Norte Americana de Limousin- NALF.

Além disso, o bovino é amplamente conhecido pelas características descritas abaixo.

Facilidade de parto e vida reprodutiva

As vacas Limousin se destacam pela facilidade no parto, já que elas foram selecionadas há décadas pela grande dimensão da bacia. Além disso, os bezerros nascem com cerca de 35 kg a 45 kg, o que é um tamanho pequeno, facilitando o momento do parto.

Após nascerem, os filhotes vão para o pasto, já prontos para a amamentação e o crescimento. Os bezerros apresentam grande performance nos primeiros anos de vida, com ganho de peso médio diário superior a 1,5 kg.

Foto: BeefPoint

A duração da vida reprodutiva das fêmeas tem média de 10 anos, e os números de partos superiores a 7, com intervalos entre os partos inferiores a 12 meses. Além disso, as vacas possuem grande habilidade materna.

Habilidade de produção leiteira 

As fêmeas da raça também possuem uma grande e duradoura capacidade leiteira. Com o melhoramento genético, as tendências sugerem que um grande progresso tem sido alcançado na melhoria da capacidade de produção de leite nos últimos dez anos.

Alta fertilidade

  • Os touros Limousin são considerados férteis e com elevada libido.

Com a utilização da inseminação artificial, é uma das raças europeias de corte que mais vende sêmen no Brasil. Seu sêmen é considerado de excelente qualidade, com maior número de células vivas, melhor taxa de morbidade e morfologia.

Touro da Raça Limousin / Foto: Revista DBO

Produção de carne vermelha

  • O gado Limousin é reconhecido como líder industrial na produção de carne vermelha para venda.

A carcaça com ossatura fina, pouca gordura e grande quantidade de carne confere maciez e suculência à carne. Também se destacam os baixos níveis de gordura e colesterol, que a tornam uma opção mais saudável para consumo humano.

Os cientistas que estudam a raça e seus sistemas de melhoramento genético trabalham há anos para o desenvolvimento de uma carne com cada vez mais qualidade.

Portanto, devido ao seu valor agregado, para a preservação e incentivo do fomento da raça Limousin, foi desenvolvida a Associação Brasileira de Limousin – ABL.

A Origem

É originária da região de Limousin, na França, de onde se difundiu para outros países, como a Argentina, o Brasil, o Canadá, os Estados Unidos, o Uruguai e outros.

A grande massa muscular e o alto rendimento de carcaça que a raça oferece, vem da metade deste século, quando até então os animais eram utilizados para tração, com os agricultores selecionando de forma quase natural os animais de porte avantajado, esqueleto resistente e musculatura abundante, para poder tracionar grandes volumes e trabalhar a terra.

O rebanho da raça Limousin no Brasil

É bem provável que a história desta raça no Brasil, tenha início nos tempos do Império em 1850, um engenheiro francês presenteou um criador mineiro, com um touro desta raça. Tempos depois, alguns animais da raça foram importados e utilizados também em cruzamentos nos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Os primeiros registros no Herd Book Collares de Limousin no Brasil datam de 1937. Em 1975 foram feitas duas importações pelos governos do Rio Grande do Norte e do Rio Grande do Sul e pela Agropecuária Limousin de Minas Gerais.

Para abranger o maior número de apoiadores à raça, como produtores, técnicos, pesquisadores e apreciadores, a entidade foi reestruturada e nominada, finalmente, para Associação Brasileira de Limousin – ABL.

Foto Divulgação

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.