Cenário pecuário para 2020 e o que esperar da demanda chinesa

Cenário pecuário para 2020 e o que esperar da demanda chinesa

PARTILHAR
Foto Divulgação.

Cenário pecuário para 2020 e o que esperar da demanda chinesa. Confira essa e outras análises no vídeo da Scot Consultoria, se planeje para lucrar!

O mercado do boi gordo segue firme desde o segundo semestre, com a entrada efetiva da entressafra e a volta da China às compras do Brasil. Com toda essa demanda e oferta restrita, qual o cenário pecuário para 2020 e o que esperar da demanda chinesa? Vamos conferir o vídeo e descobrir!

O volume de gado confinado, importante para a oferta no período atual, sofreu um impacto negativo com a valorização do milho, a partir de maio, junto aos preços dos bovinos de reposição, que entraram em uma trajetória praticamente ininterrupta de alta.

No mercado internacional, o bom ritmo das exportações colabora com a sustentação das cotações do boi na comercialização interna. No acumulado de janeiro a setembro deste ano, o volume embarcado aumentou frente ao do mesmo período de 2018.

Na última sexta-feira, 29/11/19, foi realizado o Encontro de Analistas da Scot Consultoria em São Paulo-SP.            

Com mais de 250 participantes do mais alto escalão do setor agropecuário, o evento trouxe informações de alto nível sobre macroeconomia e pecuária para subsidiar as tomadas de decisão para o próximo ano. 

Veja as considerações do diretor-fundador Alcides Torres e do analista e consultor de mercado Hyberville Neto.

Uma coisa é certa, o mercado do boi gordo ainda terá grandes capítulos até o ano de 2020 chegar. Enquanto isso, o pecuarista precisa estar atento aos possíveis cenários para poder se planejar e não ser pego de surpresa. Fique ligado no Compre Rural e saiba tudo sobre o mercado do boi e outras notícias do agronegócio.

Compre Rural com informações da Scot Consultoria

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com