Chuva causa prejuízo de R$ 100 mil, veja!

Chuva causa prejuízo de R$ 100 mil, veja!

PARTILHAR
prejuizo com chuvas no sul
Alto volume de chuva compromete produção nas lavouras do Sul de SC. — Foto: Reprodução/NSC TV

Produtores rurais do Sul têm prejuízos por causa da chuva. Maioria das culturas afetadas foi de hortaliças e grãos, principalmente o feijão. A pecuária leiteira sofre!

A chuva forte da última semana deixou prejuízos para produtores rurais do Sul do estado. A maioria das culturas afetadas foi de hortaliças e grãos, principalmente o feijão. Tem agricultor em Forquilhinha, por exemplo, que perdeu quase toda a plantação, bem no período da colheita.

“O solo não tem capacidade de absorver tudo isso, fica encharcado, a raiz fica encharcada. A planta respira pela raiz, se não tem oxigênio, está encharcado, não tem circulação de ar. Ela morre. E não faz fotossíntese também porque não tem sol”, explica Roberto Longhi, engenheiro agrônomo da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Santa Catarina (Epagri).

Dos 70 hectares de feijão plantados na propriedade da família da agricultora Suelen Speck Just, 50 foram perdidos. Um prejuízo estimado em R$ 100 mil.

“E não temos mais o que fazer. Não compensa a gente entrar com o maquinário pra fazer a colheita. Não há o colher também, está apodrecendo”, disse.

Com as perdas nas lavouras, as hortaliças, por exemplo, podem chegar mais caras à mesa do consumidor. “Principalmente as folhosas, que são mais atingidas. Alface, rúcula, essas podem ter um pequeno aumento por falta de abastecimento de demanda por um período”, disse Longhi.

Pecuária leiteira

Já o agricultor Pedro Studzinski que tem 19 vacas leiteiras, teve um custo a mais. As vacas ajudam a complementar a renda da família mas por causa da chuva intensa e contínuas dos últimos dias, ficou impossível para os animais pastarem. O jeito foi recorrer à silagem.

“Tempo com muita chuva, a vaca não vai pastar. Como ela ganha comida no cocho, silagem, ela espera só por isso”, disse.

Não bastasse o custo da alimentação, a produção de leite caiu. Normalmente eles tiravam 200 litros por dia, quantidade que diminuiu em torno de 15%. “O prejuízo está no bolso e nos temos que nos virar pra pagar”, disse Studzinski.

Fonte: G1

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com