Com 10.000 litros/vaca ele é o maior produtor do mundo!

PARTILHAR

A produtividade mundial cresceu, o uso de tecnologias na atividade também, mesmo com rebanho menor ele é o maior produtor de leite do mundo!

A produção de leite no mundo é crescente, mas ainda não é suficiente para atender a demanda mundial. Afinal de contas, tamanho do rebanho é diferente de volume produzido e, mais ainda, diferente de produção por animal. Pois bem, o título não é mentiroso, ele é o maior produtor de leite do mundo, quando avaliado a produção por animal por ano. Confira abaixo!

Um grande conhecido do Brasil, os EUA é considerado o país mais com maior emprego de tecnologia na produção leiteira. Estamos falando de ordenhas robotizadas, tecnologia de seleção genética, infraestrutura e, claro, treinamento de mão de obra. Mas, qual é a produção? Confira!

A produção mundial de leite em 2020 foi estimada em 532,3 milhões de toneladas, um aumento de 1,5% frente a 2019 (524,3 milhões de toneladas) e 6,7% acima do observado em 2016 (498,6 milhões de toneladas).

Vale destacar que, se concretizada a projeção, em 2020 a produção mundial de leite deve alcançar patamar recorde, essa produção ainda esta sendo contabilizada! Aliás, em todos os anos da série, a produção de leite no mundo só cresceu (Tabela).

E dentre os principais países produtores de leite, destaque aos Estados Unidos, União Européia e a Índia. Isso porque os 3 principais produtores mundiais participam com mais de 65,0% toda produção mundial.

Os Estados Unidos se destacam tanto no setor de corte, quanto no de leite. O rebanho de corte tem aproximadamente 93,6 milhões de cabeças, equivalente a 43,6% do rebanho brasileiro, cujo tamanho está estimado em 214,4 milhões de cabeças (IBGE). Os EUA são os maiores produtores mundiais de carne bovina, sendo sua produção estimada em 2021 em 12,6 milhões de toneladas equivalente carcaça/ano, superando a produção do Brasil em 21,1% (USDA, 2021).

No setor leiteiro, os Estados Unidos são os maiores produtores com aproximadamente 95 bilhões de litros e com uma produtividade superior a 10 mil litros/vaca/ano. O rebanho leiteiro dos EUA, em 2018, era menor que 10 milhões de vacas (FAO, 2018). Portanto, a grande produção de leite se deve à alta produtividade, diferentemente da Índia que abordaremos a seguir.

O relatório publicado pelo USDA em 18 de novembro faz uma comparação dos dados de outubro de 2020 e outubro de 2019. Em resumo, o panorama é o seguinte:

  • Produção de leite: 18,56 bilhões de libras (alta de 2,3%);
  • Número de vacas em produção: 9,39 milhões (aumento de 43.000 cabeças);
  • Média de leite por vaca: 1.977 libras (aumento de 37 libras);
  • Produção de leite nos 24 principais estados*: 17,33 bilhões de libras (alta de 2,5%);
  • Número de vacas nos 24 principais estados: 8,881 milhões (aumento de 62.000 cabeças);
  • Média de leite por vaca nos 24 principais estados: 1.997 libras (aumento de 35 libras).

As principais regiões produtoras são Califórnia, Wisconsin, Idaho, Nova York e Pensilvânia. Os sistemas típicos, pequenos produtores, possuem média de 80 vacas, e os maiores, 500 vacas em lactação, porém o país conta com grandes fazendas leiteiras de até 15 mil vacas em produção.

Além de uma forte demanda interna, o país exporta o equivalente a 7,8% da produção nacional e importa 4,1%. O destino dos lácteos americanos é principalmente o México, Arábia Saudita e países asiáticos.

Segundo o USDA (2021), considerando o rebanho bovino para produção de carne e leite, a Índia possui 30,52% do rebanho mundial, ou 305,5 milhões de cabeças. Ao considerarmos apenas o rebanho leiteiro, a Índia detinha o maior rebanho leiteiro mundial com 52,8 milhões de vacas em 2018 e a segunda maior produção mundial de leite, com um volume de 88 bilhões de litros. Apesar disso, a média da produtividade por vaca foi menor que a brasileira, com uma diferença de 200 litros/vaca/ano (FAO, 2018).

Empresários visitam produção nos EUA

Na Holanda a produção de leite é tecnificada e exemplar. Em relação a produtividade, o país produz, em média, cerca de 8,9 mil kg leite/vaca/ano, ao passo que o Brasil apresenta uma média de 1,6 mil kg leite/vaca/ano (IFCN, 2018).

A China, um dos maiores centro consumidores segue na corrida para tentar aumentar sua produtividade e rebanho atual, afim de tentar suprimir a demanda por lácteos. Algumas fazendas leiteiras estão expandido a suas capacidades e aumentando o seu rebanho para tentar suprimir a demanda do mercado.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com