PARTILHAR

No artigo “O Jovem, o Agro e o Futuro” a especialista em liderança empreendedora no agronegócio, Thais Zenatti, explica o cenário atual do jovem no agronegócio.

Propriedades rurais conectadas. Drones sobrevoando áreas de pastagem, lavoura e floresta não só para a produção de imagens fantásticas de um setor vivo e colorido, mas principalmente para diagnosticar falhas de produção, diminuindo custos e aumentando a lucratividade do empreendedor rural.

Máquinas agrícolas sem ar condicionado, direção hidráulica, bancos estofados e sistema de som? No way. Animais sendo maltratados no ciclo de produção? Inaceitável. Meio ambiente sendo irresponsavelmente explorado? Repreensão imediata. O “Jeca Tatu”, personagem que representava o produtor rural, foi, há muito tempo, substituído pelo smartphone na mão do gestor.

Aliás, a gestão da propriedade rural está na tela do celular. Tudo pode ser compartilhado em tempo real. O Agro está on-line. É preciso se adequar a um mundo que mudou. Um mundo que comporta velozes mudanças, um mundo que não mais suporta calado qualquer atitude arbitrária de quem está na posse direta do sistema de produção.

Em outras palavras, o campo está dinâmico, está se modernizando, e grita por sustentabilidade, o que é demandada por uma sociedade cada vez mais atenta, crítica, e ávida por transparência.

Ao mesmo tempo, o mundo precisa se alimentar, e está envelhecendo.

Como atrair o jovem para o campo?

Discente de Zootecnia Bárbara Brixner / foto: Redes Sociais

A inserção da tecnologia nas atividades do setor rural tem diminuído a distância do campo entre a cidade. A geração tech nunca esteve tão próxima da gestão da propriedade rural e da participação no sistema de produção de alimentos de forma sustentável.

Vale dizer que a sociedade brasileira está vivendo um período de otimismo. Nas palavras de Xico Graziano, no último Encontro de Jovens da Agropecuária, promovido pelo Sistema Famasul durante a DINAPEC 2019: “Está vindo um novo ciclo de crescimento na economia brasileira, que vai aquecer o mercado interno, e a demanda vai pressionar a agropecuária”.

É claro que todo novo ciclo encerra o anterior, e essa transição traz consigo novas realidades. O jovem, no afã de conquistar um mundo todo a seu redor, terá no setor agropecuário um mar de infinitas oportunidades.

Os desafios para esses jovens são iguais aos que existem nos demais setores da economia. No setor agro, para a conquista de um mercado internacional cada vez mais exigente, a renovação da gestão será primordial na sobrevivência da atividade rural.

Sem o jovem inserido nesse setor, trazendo consigo o dinamismo e a afinidade com os recursos tecnológicos, a seleção natural cuidará de manter vivos apenas os que atenderem a todos esses anseios. Para o jovem que quer para si um futuro de grandes conquistas, basta buscar qual é a sua motivação dentro da imensidão de atividades que o agro sustenta, e agir. O resto será consequência dessa atitude.

Por Thaís Carbonaro Faleiros Zenatti
Graduada em Direito e Especialista em Liderança Empreendedora no Agronegócio.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.