Conheça as novas linhas de colheitadeiras da Case IH

Conheça as novas linhas de colheitadeiras da Case IH

PARTILHAR
Novas linhas Axial-Flow de colheitadeiras Case IH -- 150
Foto: Divulgação

Novas linhas Axial-Flow de colheitadeiras Case IH: Séries 150 e 250 possuem novos sistemas que controlam grande parte da operação e proporcionam alta precisão e eficiência

A produção de grãos no Brasil aumentou e para garantir qualidade e alta produção, a Case IH inovou mais uma vez com suas novas linhas de colheitadeiras: Séries 150 e 250. Os sete novos modelos garantem máxima produtividade ao oferecer configurações apropriadas, considerando condições do solo, clima, tipo de grão, janela de colheita e estratégia.

Já em abril, o levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) mostrou que a estimativa da safra 2019/2020 é de 251,8 milhões de toneladas de grãos. Ainda de acordo com o estudo, a expectativa é que sejam cultivados 65,1 milhões de hectares. Esta previsão também leva em conta os efeitos da pandemia do novo coronavírus. As informações foram divulgadas no site da Agência Brasil.

A Case IH sempre pensando no melhor para a produção e acompanhando a trajetória de crescimento no campo, desenvolveu as novas colheitadeiras Axial-Flow Série 250, disponíveis nos modelos 7250, 8250 e 9250. Estas máquinas são equipadas com Automation, sistema inteligente que autorregula o industrial da máquina em tempo real, o que garante uma operação com o rendimento máximo, além de entregar os melhores resultados ao produtor. Somando essa tecnologia de inteligência artificial às demais novidades na Série 250, há o resultado de até 15% a mais produtividade no campo.

Novas linhas Axial-Flow de colheitadeiras Case IH ---250
Foto: Divulgação

Já a Axial-Flow Série 150 foi desenvolvida para garantir maior disponibilidade no campo, com os modelos 4150, 5150, 6150 e 7150 são outras novidades que asseguram também, mais agilidade nas operações e maior conforto, além de mais robustez com o novo eixo dianteiro. Isto significa Axial de verdade para todo perfil de produtor, priorizando aquele que busca mais profissionalismo em seus negócios. Esta série ainda conta com destaques para a nova transmissão com acionamento eletrônico de quatro velocidades e novo ventilador Cross-Flow para auxiliar na redução de perdas em terrenos inclinados.

Confira detalhes técnicos no site das novas linhas, baixe os folhetos técnicos para mais informações neste link.

Quem experimenta recomenda

Axial-Flow Série 250: esta linha pode ser equipada com o opcional Automation: das 12 funções que antes eram gerenciadas pelo operador, nove são configuradas de forma inteligente pelo próprio equipamento. “Uma vez calibrada, a máquina executa uma série de análises, como condições agronômicas e de solo, por meio do seu sistema inteligente, além de apresentar capacidade para proporcionar até 1.800 intervenções diárias durante a operação de colheita, assumindo o comando de 86% dos comandos industriais”, destaca o gerente de Marketing de Produto da Case IH, Eduardo Junior.

Com o Automation , o produtor define a estratégia de colheita, com isso basta selecionar no monitor Pro-700 um dos quatro modos (qualidade de grãos; desempenho balanceado; rendimento máximo e rendimento fixo) de operação que melhor atendem o resultado esperado da fazenda ou especificamente daquela frente de colheita. Após a seleção, a máquina performa extraindo o máximo do seu potencial, otimizando os processos e recursos da lavoura. “Ou seja, a colheitadeira da Série 250 analisa os parâmetros e se ajusta de forma inteligente”, comenta.

O Automation vai ajustando os parâmetros de rotações do rotor e ventilador, conjunto de peneiras, velocidade de deslocamento e carga do motor, até mesmo intervém no tempo de processamento do material na área de debulha, com a alteração das aletas da gaiola do rotor e sem necessidade de alterar a posição dos côncavos. Evitando, desta forma, o impacto na qualidade dos grãos. “Esses são alguns exemplos, dentre muitas autorregulagens feitas automaticamente e em tempo real pela máquina”, analisa Eduardo Junior.

O que isso tudo significa? Aprovação com excelência. Mais automação e o uso de inteligência artificial para maior produtividade na colheita.

Axial-Flow Série 150: Um dos clientes que já comprovou os benefícios da colheitadeira Axial-Flow Série 150 foi a Fazenda Igreja Velha, localizada na cidade paranaense de Tibagi (cerca de 200 km de Curitiba). Satisfeito quanto à performance do equipamento, o gerente agrícola Lauro Antunes Neto afirma que esta nova série tem potencial para aumentar a produtividade e diminuir os custos da propriedade.

“Uma grande evolução que percebi foi no redutor final, componente que permitiu o aumento de torque da máquina. Isso, somado ao novo sistema de transmissão, nos deixou bem impressionados”, ressalta. A colheitadeira foi testada na safra de verão da fazenda composta por soja, milho e feijão.

Para explicar a ação da nova linha de colheitadeiras em ação, o gerente de produto da marca, Eduardo Junior, acompanhou as demonstrações em campo. Ele explica que as colheitadeiras da Série 150 trazem diversas melhorias que beneficiam diferentes perfis de produtores. “Tivemos diversas evoluções nessas máquinas, a começar pela nova transmissão elétrica de quatro velocidades”, destaca.

Além disso, os equipamentos agora contam com novo redutor, novo pacote hidrostático, entre outras, que garantem maior robustez, menor custo operacional com alta produtividade e qualidade de grãos resultando na maximização dos resultados na lavoura”, ressalta.

O especialista também avalia que o kit de tração traseira, popularmente conhecido como 4×4, foi alvo de elogios por parte dos clientes arrozeiros, já que permite maior performance em condições severas. O menor consumo de combustível, em comparação aos concorrentes, foi outro diferencial percebido durante as demonstrações. “Utilizamos algumas das tecnologias já disponíveis nos nossos modelos de colheitadeiras das classes maiores, o que aumentou a robustez e a disponibilidade da máquina por mais horas no campo, mesmo nas condições mais adversas. Não se pode deixar de mencionar também o baixo nível de perdas e a alta qualidade do grão colhido, fatores fundamentais para produtividade e eficiência.”

Mais potência e maior autonomia

A motorização FPT da nova geração está mais forte, permitindo que as máquinas tenham mais potência disponível para trabalhar em diferentes áreas e em condições adversas. Isso significa mais força, menor consumo e maior controle, resultando melhor performance no campo. Ainda possuem tanque de combustível com capacidade para 1.130 litros. Enquanto a nova transmissão automática de duas velocidades aumenta o torque aplicado ao solo.

Terraflex 4F: novas plataformas

Para completar a qualidade na colheita, o lançamento da nova geração de plataformas de corte Terraflex 4F, recebeu diversas melhorias para torná-las mais robustas e aumentar sua disponibilidade no campo.

Confira as quatro versões: 30 pés (tem 9,1m de largura de corte e é ideal para atuar com os modelos 5150 e 6150, da Série 150); 35 pés (com largura de corte de 10,7m, é sugerida para os modelos 6150 e 7150, da Série 150 – 7250, da Série 250); 40 pés (tem 12,2m de largura de corte e é recomendada para atuar com os modelos 7150, da Série 150 – 7250 e 8250, da Série 250) e 45 pés (o equipamento apresenta 13,7 de largura de corte e pode trabalhar com as máquinas de maior porte da marca, sendo recomendada para uso em conjunto com os modelos 8250 e 9250, ambos da Série 250).

Estas versões vêm com o sistema TerraFlex, que promove melhor cópia do solo, com averiguação de cada micro relevo e têm capacidade para trabalhar por mais horas, além de um custo de manutenção menor.

Entre as melhorias estão: a caixa de navalhas, que durante os testes acumulou três mil horas a mais de disponibilidade, enquanto os novos rolamentos e motores hidráulicos apresentam maior capacidade de carga com menos paradas e manutenções. A região central também foi um destaque, otimizada e mais leve, conta agora com um sistema de bolsas de ar (airbag) garantindo agilidade na cópia de solo.

Confira todos os lançamentos da CASE IH

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.