PARTILHAR

Levantamento feito pela Revista AG mostra os maiores vendedores de touros taurinos do Brasil, criatório paulista da raça Senepol fica em 4º lugar.

A raça Senepol já foi tema em várias matérias em nosso portal, principalmente explicando os “por quês” de estar tão evidenciado no cenário nacional. Os ganhos produtivos tem deixado os pecuaristas animados, estudo realizado pelo Cepea aponta que o uso da genética de touros Senepol ma pecuária pode proporcionar uma receita até 470% maior quando comparada a fazendas tradicionais.

O Top 100 é um projeto único no Brasil, pois é uma das poucas estatísticas disponíveis do mercado de touros, que, antes da iniciativa, praticamente inexistia. Na lista a média do número de touros vendidos pelos participantes ficou em 137 animais em 2018, partindo de 45 animais e chegando a 699, a forma de venda adotada ficou dividida entre venda na fazenda e leilões. Aproximadamente 53% dos touros foram comercializados diretamente na propriedade, e 47% dos touros foram negociados em remates (próprios ou de terceiros).

Celebrando dez anos de seleção, a Senepol 3G da família Garcia ficou em quarto lugar, pela segunda vez no Top 100 – Taurinos, a raça Senepol é bem representada através do trabalho do criador Sebastião Neto Garcia, de Barretos/SP, que vendeu 276 reprodutores adaptados. A média geral dos exemplares negociados, em 2018, ficou em torno de R$ 9.500.

O selecionador do criatório Senepol 3G explica que, para impulsionar a oferta de reprodutores avaliados aos clientes, a estratégia foi aumentar em larga escala o volume de produção. “Nós trabalhamos com duas fazendas: uma em Minas Gerais e outra em Goiás, para fazer a produção desses animais, utilizando sêmen sexado com o intuito de conseguir mil prenhezes efetivadas no ano.” 

“Para nós é uma alegria muito grande, uma honra e uma satisfação em saber que nosso trabalho está sendo bem feito, essa liquidez e demanda de nossos touros vem de encontro com o crescimento da raça Senepol. Isso nos motiva a trabalhar cada dia mais, buscar avaliação com o trabalho que nós fazemos, juntos aos órgãos de avaliação que nós trabalhamos, toda a equipe nossa que está empenhada na seleção e produção dos animais” – afirma Neto Garcia.

Foto: Senepol 3G

“Nós fazemos toda parte de EPMURAS, desmama, sobreano. Feita essa seleção, descartamos os machos que não são aptos para o trabalho a campo. Já os tourinhos que passaram dessa etapa vão para o Instituto de Zootecnia de Sertãozinho/SP, onde passam por uma avaliação de ganho de peso, desempenho e eficiência alimentar. Todos esses dados são disponibilizamos para o Geneplus/Embrapa montar a base genética da raça Senepol. Durante esses 10 anos nós fizemos isso junto com a Brasil com Z, Instituto de Zootecnia de Sertãozinho, que são os órgãos que avaliam nossos animais, e a avaliação genética fica por conta da Embrapa/Geneplus“.

“O mercado tem muito a crescer ainda e isso nos deixa muito felizes, isso nos dá uma alegria tremenda, saber que há 10 anos atrás nós fizemos as escolhas certas, e hoje colhemos os frutos. Isso só faz aumentar nossa responsabilidade parar fazer um trabalho muito bem feito, com critério, seleção e alcançando os números e objetivos que nós temos, disponibilizando melhor o que tem para o mercado”.

“A demanda de compra e recompra de touros da raça é crescente, quem compra 1 ou dois touros neste ano, volta a comprar novamente. Outro detalhe que estamos notando é o aumento da quantidade de touros por criador, ele tem usado em larga escala no cruzamento industrial, normalmente na vacada comercial” – finaliza Neto.

Para ter acesso aos touros Senepol 3G, é só entrar no site ou pelo telefone (16) 98125-3579 – Neto Garcia.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Fundador e editor do Compre Rural, pós graduado em Consultoria Web, especialista SEO e aspirante a produtor rural.