Cruzamento entre Angus x Guzerá, o bezerro pesado!

Cruzamento entre Angus x Guzerá, o bezerro pesado!

PARTILHAR
Produtos F1 Angus ( David Apetrecho) x Guzerá e Guzerá PO do Cond. Tachy do Sal, Fazenda Encarnação, Santarém Novo PA.

O que esperar do cruzamento de touro Angus com vaca Guzerá? Especialista, Alexandre Zadra, explica como deve ser feito e porque a bezerrada é mais pesada!

O criador Antônio Sérgio, de Santa Bárbara do Monte Verde, em Minas Gerais, enviou sua dúvida sobre cruzamento industrial ao Giro do Boi. Ele perguntou se é viável, e o que esperar, do resultado da cruza entre reprodutores Angus e matrizes Guzerá.

Quem atendeu o criador foi o zootecnista Alexandre Zadra, supervisor regional comercial da Genex para os estados do Acre, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Rondônia, autor do blog “Crossbreeding” e especialista em cruzamento industrial.

“Antes de tudo, vale lembrar que quem tem uma matriz Guzerá ou Guzonel é um privilegiado porque ela tem uma habilidade materna muito boa. É excelente a habilidade materna, sempre desmamando bezerros pesados, sejam zebuínos ou sejam europeus”, opinou Zadra

“Portanto, o que você pode esperar é um bezerro sempre muito pesado, lembrando que quando a gente usa touros de raças diferentes, a gente sabe que pode variar o resultado. Mas touros superiores, sempre independente da raça, vai gerar mais padronização. Então é importante você, além de ter uma matriz muito boa, como a Guzerá, escolher touros corretos, com valor genético adequado. Para vocês terem ideia, nem todo Angus é igual. A gente vê diferença de 30, 40 e até 50 kg na desmama de um touro para outro touro. Então é importante você escolher sempre touros provados, avaliados para características que você quer para usar sobre as suas matrizes Guzerá”, recomendou.

Produto Guzerá x Angus com 21,5@ / Foto: JP Serviços Agropecuários

O que você pode esperar é um bezerro sempre muito pesado, lembrando que quando a gente usa touros de raças diferentes, a gente sabe que pode variar o resultado.

Zadra aproveitou o espaço para reconhecer o trabalho desenvolvido pelos criadores da raça zebuína. “Eu quero aproveitar e mandar um abraço para a equipe, a turma toda do Guzerá, em nome do Carlos Fontenelle. […] Eles fazem um trabalho de melhoramento muito forte com Guzerá, uma raça que vem se desenvolvendo demais e fazendo sempre muito peso e carcaça de qualidade”, reconheceu.

Com informações do Giro do Boi

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.