Descubra a melhor raça para usar na F1 Angus

Descubra a melhor raça para usar na F1 Angus

PARTILHAR
zadra_r-03
Novilhas F1 Angus pesando 300 Kg aos 10 meses. Marcos Garcia (MS). Foto: Zadra

Qual a melhor raça para ser utilizada na novilha F1 Angus, de forma que eu possa garantir um animal com qualidade e rentabilidade? Descubra abaixo!

A utilização da raça Angus nas matrizes Nelore é uma prática que tem ganhado força durante os últimos anos, principalmente para o pecuarista que investe em genética e lucratividade. Entretanto, depois de ter realizado tal cruzamento, o questionamento que surge é o que fazer com essa F1 Angus que temos na propriedade?

Temos algumas opções já conhecidas, preparar o animal para ser uma matriz e tirar uma cria dela aproveitando a sua precocidade sexual ou realizar a engorda e terminação do animal. Vamos nos atentar hoje par a primeira opção.

Quem trás pra gente essa abordagem é o especialista em melhoramento genético, Alexandre Zadra, respondendo a um questionamento de um de seus leitores no site Cross Breeding.

Pergunta:

Acompanho seus esclarecimentos, sempre pensei em lhe perguntar se o Brangus vai bem no Leste de Minas, região do Vale do Rio Doce. Isto porque estou naquele velho dilema do que fazer com as novilhas 1/2 sangue Angus que estarão aptas nessa estação. Tenho creep feeding na propriedade. Faço cria para venda de machos e reposição de matrizes e aumento de rebanho. Minha base é Nelore. Estou com alguns touros Nelore, Senepol e sêmen de Caracu Mocho. Posso investir também em um bom Brangus para IATF? Qual? Pensando no melhor e amplo desfrute da propriedade e dos animais, qual o melhor caminho para esse meu sistema? Confio em ti e conto com sua generosidade. Luciano Hott, Vale do Rio Doce (MG).

Veja que excelente abordagem o Zadra trás para nós:

Caro Luciano,

Para atender seu proposito de retenção de matrizes para reprodução, recomendo o uso de um taurino tropical, seja Senepol ou Caracu. Dessa forma, produzirá fêmeas tricross adaptadas para o seu clima e bezerros pesados na desmama.

Bezerra preta tricross Caracu x F1 Angus. Muita rusticidade. Foto: Arquivo Pessoal do Autor
Vacas F1 Angus-Nelore com bezerro tricross Senepol no pé. Pelo zero, significando muita rusticidade. Foto: Arquivo Pessoal do Autor

Lembro que essas novilhas tricross adaptadas não terão a mesma precocidade sexual das fêmeas F1 Angus-Nelore, mas com um pouco de capricho na recria enxertará as mesmas com 18 meses. As tricross Senepol serão menores que as fêmeas tricross Caracu, e ambas serão excelentes matrizes.

Se quiser usar Nelore no cruzamento, aguarde para usá-lo nas suas F1 Angus adultas, pois o uso de Nelore em novilhas F1 Angus-Nelore pode gerar distocias.

Boi ¾ Nelore ¼ Angus. O pai é Nelore e a mãe F1 Angus – Nelore. Foto: Arquivo Pessoal do Autor

O uso do Brangus nas F1 Angus-Nelore é uma grande opção para quem vai fazer cruzamento terminal, comercializando tanto machos como fêmeas tricross Brangus, pois apresentam menor tolerância ao calor e a carrapatos que as tricross de raças tropicais.

Leia também:

O uso de touros Brangus na sua região é custoso. Requer cuidados com nutrição e manejo em pastos pequenos e bem sombreados.

Bezerro tricross Brangus com mãe F1 Angus-Nelore. Alto potencial de ganho em peso para cruzamento terminal. Foto: Arquivo Pessoal do Autor

Concluindo:

  1. Use sêmen do Caracu mocho nas suas F1 Angus-Nelore
  2. Repasse suas F1 com touros Senepol
  3. Quando às F1 forem multíparas pode usar touros Nelore no repasse

2ª fase – Sobre as tricross Caracu e tricross Senepol

  1. Nas tricross Caracu e tricross Senepol insemine com Brangus, gerando fêmeas adaptadas para reposição de plantel e machos pesados para venda

Cruzamento Industrial: um mundo de possibilidades lucrativas

Com informações da Cross Breeding adaptadas pela Equipe Compre Rural

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com