Diretoria ABRASS é reeleita e apresenta dados do cenário atual do negócio de sementes

PARTILHAR
semente de soja
Foto: Divulgação

“Teremos pela frente mais dois anos de muito trabalho onde faremos cada vez mais pelas demandas e pautas importantes para a indústria da semente de soja”.

Reeleita para o exercício do biênio 2023/2024 a diretoria executiva da Associação Brasileira dos Produtores de Sementes de Soja (ABRASS), apresentou dados atualizados sobre o cenário do negócio de sementes. A solenidade de eleição aconteceu nesta quarta-feira (30), no Dúnia City Hall, em Brasília (DF).

Há dois anos à frente da associação, como presidente, Gladir Tomazelli agradeceu aos multiplicadores pelo apoio aos trabalhos realizados e pela confiança depositada a esta diretoria para continuarem a missão em defesa dos interesses do setor.

“Teremos pela frente mais dois anos de muito trabalho onde faremos cada vez mais pelas demandas e pautas importantes para a indústria da semente de soja”, frisou Tomazelli.

Foto: André Oliveira / Arquivo ABRASS

Na oportunidade, a palestra – “Overview do Mercado de Sementes de Soja”, foi apresentada pelo sócio diretor da Blink Projetos Estratégicos, Lars Schobinger, que apontou um cenário atualizado sobre a cadeia produtiva. 

Segundo a pesquisa, na safra 21/22 o mercado total de sementes de soja no Brasil teve um crescimento de 6% com relação à safra do ano anterior, com produção de aproximadamente 52 milhões de sacas (40Kg), movimentando cerca de R$20,7 bilhões de reais.

Com relação ao complexo de produção de sementes de soja no Brasil, dados da Blink apontam que na safra 21/22 em termos de valor de mercado, variáveis, pode-se falar de quase R$30 bilhões de reais de movimentação.

“Estes custos foram levantados através da checagem com multiplicadores e obtentores de relevância no mercado. O que mostra a expressiva contribuição e participação do segmento na economia e desenvolvimento do agro”, explicou Schobinger. 

Assim, considerando um potencial de produção de 80 milhões de sacos de sementes a um custo de implantação de R$ 30 milhões de reais para uma estrutura de 500.000 sacos essa cadeia conta com 7 mil trabalhadores nas Unidades de Abastecimento (UBS), mais 3 mil safristas238 produtores de sementes de soja certificados e R$4,5 bilhões de reais em estrutura industrial.

O avanço na produção de grãos no país também foi apoiado pelo incremento em tecnologia pelos agricultores. “Nota-se a grande evolução de produtividade e consequente produção, resultado de melhores sementes, CP e adoção de fertilizantes”, afirmou Lars.

Sobre o potencial de crescimento, Schobinger afirmou que o Brasil é e continuará sendo o celeiro do mundo nos próximos anos. “A participação do Brasil no mercado mundial de alimentos deu um salto, em dez anos, de US$20,6 bilhões para US$100 bilhões, ou seja, capaz de alimentar cerca de 800 milhões de pessoas no mundo”, pontuou o diretor da Blink. 

A produção com responsabilidade ao meio ambiente foi sinalizada como ponto a ser exemplo mundialmente. “Nosso setor faz um trabalho totalmente sustentável sem necessidade de avançar em nenhum bioma do país, motivo de orgulho e otimismo para mostrar ao mercado mundial”, comentou Schobinger.

O progresso do segmento é reflexo da união e representatividade do setor. Na ocasião, a presença de multiplicadores, agricultores, autoridades da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), deputados federais, representantes das associações do segmento, de empresas obtentoras, de instituições de pesquisas entre outros convidados especiais enfatizaram sobre a importância do setor ao agronegócio brasileiro.

“Vocês tem uma bancada que está organizada e trabalhando fortemente para defender os interesses do produtor rural e de cada um dos setores do agro, a gente vê os avanços que temos alcançado através dessa composição e entidades como a ABRASS. As portas estão abertas para vocês no Congresso Nacional”, declarou o deputado federal Pedro Lupion (PP).  

A relação entre os produtores de sementes e agricultores de soja segue baseada na concretização de assuntos comuns e relevantes. “O combate contra a pirataria, o direito da semente salva e melhores cultivares isso com certeza a gente não abre mão em defesa do próprio produtor rural. Estamos abertos ao diálogo e já temos conversado para chegarmos a um consenso, somos dois elos da cadeia que precisam estar cada vez mais unidos!”, declarou Antônio Galvan presidente da Aprosoja Brasil.

“A semente e o produtor de soja precisam estar na mesma mesa, precisam entender que juntos vão conseguir vencer desafios que atingem os dois lados. Assim, irão conseguir diminuir o conflito que atinge um conjunto. Parabéns por essa grandeza e maturidade, esse é o grande papel daqueles que além de produzir resolveram fazer a boa política dentro das suas associações e somente a política para fazer de fato a transformação que cada setor precisa, que o país precisa”, parabenizou Nilson Leitão presidente do Instituto Pensar Agropecuária (IPA).

Os trabalhos em conjunto das associações e a bancada ruralista também foram evidenciados. “As entidades dão a nós o apoio técnico para que tenhamos a oportunidade de representar as suas causas. Os números aqui demonstrados hoje mostram que em 5 anos nós vamos crescer 69% em produção e o mapa global que estava aqui exposto nenhum outro país do mundo consegue isso. Por isso, nós da Frente parlamentar temos uma grande responsabilidade, especialmente nessa próxima legislatura que se aproxima, de cuidar do nosso setor”, finalizou Sérgio Souza, presidente da Frente Parlamentar Agropecuária (FPA). 

Composição da diretoria executiva ABRASS – Biênio 2023/2024

Gladir Tomazelli – Presidente;

André Liberato Schwening – Vice-presidente;

Cristiane Tiyono Portolese Morinaga Faccioni – Diretora Administrativa;

Luiz Cesar Miranda Junior – Diretor Financeiro;

 Manoela Bertagnolli – Diretora de Comunicação e Marketing;

Gilvanio Pereira da Silva – Diretor de Projetos e Comissões;

Leandro Cesar Ribeiro de Oliveira – Diretor de Soluções e Benefícios Associativos;

 Idone Luiz Grolli – Diretor de Integração Regional;

Conselho Fiscal 

Jorge Soares Da Silva;

Luis Eduardo Salomão Gomes;

Grégory Sanders;

Kleber Sosnoski;

 Manoel Honorato Cavalcanti; 

 Emmanuel Six. 

Por: Nátalie Luna

Fonte: Assessoria de Comunicação e Marketing ABRASS

🚀 Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? ✅ 👉🏽 Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). 🚜🌱 Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com