Emprego: 80 vagas, com salários de até R$ 6.679,93, confira!

Emprego: 80 vagas, com salários de até R$ 6.679,93, confira!

PARTILHAR
ADAPAR - Posto de Fiscalização de Trânsito Agropecuário. Barracão, 15/01/2020 - Foto: Geraldo Bubniak/AEN

Inscrições começam nesta segunda-feira (2) e podem ser feitas até 2 de abril; confira o edital. Concurso público da Agência de Defesa Agropecuária.

A Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) vai fazer concurso público, com 80 vagas e salários de até R$ 6.679,93. As inscrições começam nesta segunda-feira (2).

O governo do Paraná publicou o edital do concurso público por meio do qual irá contratar 30 fiscais de defesa agropecuária e 50 assistentes de defesa agropecuária para o quadro da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar). A contratação desses profissionais é considerada mais um passo no processo do reconhecimento internacional do Estado como área livre de febre aftosa sem vacinação.

Conforme o edital, os candidatos a fiscal de defesa agropecuária deverão comprovar formação em medicina veterinária (nível superior) e para os candidatos a assistente de defesa agropecuária o pré-requisito é ser formado em técnico agrícola ou técnico agropecuário (nível médio).

Os interessados podem se inscrever até 2 de abril pela internet. Os cargos são para nível médio e ensino superior.

As inscrições custam R$ 70 (nível médio) e R$ 100 (ensino superior). De acordo com o edital, a prova objetiva vai ser aplicada em 10 de maio.

Os cargos

Os cargos são para fiscal de defesa agropecuária, com função de médico veterinário, e para assistente de fiscalização da defesa agropecuária. Para esse cargo, a função que deve ser exercida é de técnico de manejo e meio ambiente.

Quem for aprovado, pode ser lotado em qualquer unidade administrativa do interior do Paraná ou de Curitiba, conforme o edital.

A contratação desses profissionais era uma das duas últimas exigências do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para que o Paraná pleiteasse o reconhecimento internacional como área livre de febre aftosa sem vacinação. Outra linha de ação foi a construção de três postos de fiscalização agropecuária, que reforçam a fronteira sanitária do Estado, por meio do controle de entradas e saídas de animais e produtos.

Todo esse processo contou com forte atuação do Sistema FAEP/SENAR-PR, do Fundo de Desenvolvimento da Agropecuária do Estado do Paraná (Fundepec-PR) e das cooperativas representadas pelo Sistema Ocepar, que aportaram recursos em ações de defesa sanitária, inclusive para o custeio das obras de construção dos postos de fiscalização.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com