Entramos de cabeça na causa verde após início hesitante, diz Guedes

PARTILHAR
Paulo Guedes / Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

“Agora nós entramos de cabeça nessa nova causa, que é a causa verde depois de um início um pouco hesitante eu diria”, disse ele. Confira abaixo!

BRASÍLIA (Reuters) – O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta sexta-feira que o governo entrou de cabeça na causa verde após “início hesitante”, e defendeu que a vocação da região amazônica seja repensada nesse contexto pelo seu potencial de virar uma “selva do silício”.

Em participação a partir de Brasília em painel de estande montado pelo Brasil na COP26 em Glasgow, no Reino Unido, o ministro afirmou que a imagem de que o país não preserva recursos naturais não é correta.

“Agora nós entramos de cabeça nessa nova causa, que é a causa verde depois de um início um pouco hesitante eu diria”, disse ele.

“Os problemas eram de outra ordem aqui dentro, os problemas aqui eram invasão de terra, queima de propriedade. Então quando o governo tomou postura de defesa da propriedade privada, isso acabou transbordando pra fora. O que era uma guerra política interna transbordou pra fora como uma imagem de um país que não preserva recursos naturais, que não é imagem correta”, acrescentou.

Se o Brasil der 20 anos de isenção de impostos para empresas do futuro, como a Tesla, Google e Amazon, se instalarem na região amazônica, pode lançar as bases para o lançamento da capital mundial da bioeconomia, disse Guedes.

“É pequena visão do que pode ser feito”, afirmou ele, destacando que a região pode virar “selva do silício”.

(Por Marcela Ayres)

Fonte: Reuters

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.