Exportação de carne bovina: Média diária recuou 35% em dezembro

Exportação de carne bovina: Média diária recuou 35% em dezembro

PARTILHAR
Foto: Divulgação

Finalizada as compras para o abastecimento do ano novo chinês, os embarques de carne bovina reduziram fortemente na primeira semana de dezembro/20.

A média diária obtida na primeira semana do mês ficou em 5,47 mil toneladas, 35% a menos do que foi em novembro/20, quando o recorde (volume médio diário exportado) de embarques foi atingido. Com tal redução, o volume embarcado nesta primeira semana foi de apenas 21,86 mil toneladas, abaixo até mesmo do desempenho da primeira semana de dezembro/19.

O desempenho fraco no volume exportado não resultou em queda dos preços negociados, isso por que o preço médio da tonelada de proteína bovina exportada ficou em US$ 4,43 mil/t, 0,70% acima do que fora no mês de novembro/20. Diante disso, a receita gerada com os embarques de carne bovina ficaram em linha com a queda obtida no volume, recuando 35% no comparativo com novembro/20, com uma média diária de US$ 24,23 milhões/dia.

Com pouco mais de 1,14 milhão de toneladas de milho exportadas nos últimos quatro dias úteis, o mês de dezembro/20 começou com um bom ritmo nos embarques de cereal. A média diária de milho enviado para fora do país ficou em 286,21 mil toneladas, 16,90% a mais do que em novembro/20 e 44,31% a mais do que em novembro/19. Com tamanho avanço, a possibilidade de que o mês de dezembro/20 fique entre os três melhores da história é grande.

O preço médio da tonelada de milho registrou alta de 4,24%, apesar da forte queda do dólar, chegando a ser negociado a um valor médio de US$ 189,0/t. Diante disto, a média diária da receita obtida com a venda de milho avançou 21,86% em relação a novembro/20, chegando a um valor de US$ 54,10 milhões/dia.

Com pouquíssima soja disponível no mercado brasileiro, as exportações da oleaginosa brasileira seguem apresentando uma forte redução. A média diária de soja embarcada nos quatro primeiros dias úteis de dezembro/20 foi de 30,09 mil toneladas, 59% a menos do que fora em novembro/20 e 81% a menos do que em dezembro/19, demonstrando que praticamente não há oleaginosa disponível no mercado brasileiro neste momento.

A receita obtida com a venda de soja chegou a US$ 43,65 milhões no acumulado desses quatro dias de dezembro/20, o que corresponde a uma média diária de US$ 10,91 milhões, 60% a menos do que em novembro/20. O mercado de soja brasileiro deve caminhar sem grandes alterações no volume embarcado até início de fevereiro/21, quando a soja da próxima safra começar a entrar no mercado.

Fonte: Agrfatto

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.