Fazenda é a primeira a aceitar bitcoin como pagamento

PARTILHAR
primeira fazenda aceitar bitcoin - cavalos
Foto: Divulgação

Fazenda decidiu aceitar criptomoedas na hora comercializar os animais da fazenda; moeda digital é cada vez mais usada para transacionar compras e vendas

O mercado de criptomoedas alcançou mais de R$ 16 trilhões em capitalização de mercado (market cap), sendo que só o bitcoin já corresponde a R$ 5,5 tri do montante. O bitcoin já superou os R$ 370.000,00 e se encaminha para chegar a meio milhão de reais, segundo alguns especialistas. Não é novidade pra ninguém que as criptomoedas estão sendo cada vez mais populares entre as pessoas e nesse universo o Bitcoin é protagonista. Ele nasceu em 2008 e vem conquistando novos investidores todos os dias.

Além de fugir do risco-Brasil, as criptomoedas são alternativas para apimentar sua carteira e buscar retornos exponenciais para o seu patrimônio. O retorno do bitcoin, sem dúvida, é expressivo se comparado às aplicações financeiras mais tradicionais. Afinal, estou falando de um ativo que subiu 133%, em reais, em 2021 até o fim de outubro, enquanto o Ibovespa caiu 13,04% e a poupança pagou um rendimento pífio, de 2,03%, o que não repõe nem a inflação no período.

O bitcoin é a primeira moeda descentralizada do mundo. Ou seja, ela não possui regulação por governos, empresas ou bancos. Por meio desta criptomoeda, será possível comprar, receber e enviar sem intermediário. Pensando nesse crescimento, a Agro Bacuri, com fazendas em Goiás, anunciou que será a primeira fazenda do Brasil a aceitar pagamento em Bitcoin. Com isso os clientes poderão comprar jumentos Pêgas e cavalos Quarto-de-Milha e optar pela quitação em Real (BRL) ou Bitcoin (BTC).

Acreditamos que as moedas digitais serão cada vez mais usadas para transações comerciais, é uma onda crescente e irreversível. Estamos abrindo a porteira do agronegócio para as criptomoedas”, Lorenzo Junqueira.

O mais curioso é que 1 bitcoin vale hoje na faixa de R$350.000,00 (você não leu errado). Então você pode comprar um reprodutor jumento Pêga à partir de 0,020 BTC ou um cavalo Quarto-de-Milha PO à partir de 0,028 BTC.

jumento pega
Foto: Agro Bacuri

“Nossa criação de jumentos Pêga é muito tradicional, começou com o meu bisavô Chico Inácio em Buriti Alegre há mais de 100 anos. Quem quiser conhecer nossos animais entre em contato e venha nos visitar, será um prazer”, Roberto Junqueira Junior.

cavalo quarto de milha
Foto: Agro Bacuri

Bitcoin é seguro?

Uma dúvida muito comum é sobre a segurança do Bitcoin. É seguro ter bitcoin? O bitcoin é mais seguro do que o dinheiro que você tem hoje no seu banco. Conhecendo o bitcoin você vai saber o nível de segurança proporcionado por ele, é muito superior aos dos bancos tradicionais. No Bitcoin não há um único ponto de falha, para algum ator malicioso conseguir atacar a rede seria necessário invadir milhões de computadores em todo mundo, tarefa impossível. Enquanto nos sistemas bancários tradicionais há apenas alguns servidores centrais e todas as transações ficam escondidas do público.

Como comprar bitcoin?

A cotação do bitcoin, atualmente, está girando na casa dos R$ 350 mil. Isso significa que você precisa desse valor para começar a investir? Claro que não. Você só precisa escolher uma corretora de criptomoedas da sua confiança, transferir dinheiro e começar a comprar, o valor mínimo de uma compra é de R$ 50. É como se você comprasse ouro. Em vez de um quilo (ou uma unidade), você vai comprar gramas (ou frações) deste ativo. Por isso, é possível ter seus satoshis (a menor fração do bitcoin) com muito pouco.

Digital na Fazenda

Além dessa novidade, a Agro Bacuri costuma ser bem antenada no mundo digital e possui um Instagram com mais de 22 mil seguidores.

“Nós postamos a lida rural na pecuária de corte e agricultura. É muito bacana ter esse canal de comunicação com os agropecuaristas de todo o Brasil. Além de fazermos negócios, há uma troca de experiências e notícias do mercado”, Lorenzo Junqueira.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.