Fertilizante melhor que tradicionais é descoberto

Fertilizante melhor que tradicionais é descoberto

PARTILHAR
Foto: Divulgação

A Glauconita é um fertilizante que supera os tradicionais e beneficia o meio ambiente, descoberta é da Universidade Politécnica de Tomsk.

Glauconita: Este é o mineral que pesquisadores russos apontam como a solução para uma nova era de fertilizantes que agridam menos o meio ambiente. A glauconita é um mineral argiloso, da família das micas, e comumente encontrado associado com depósitos de ferro – tecnicamente, é um filossilicato de ferro-potássio. Rochas de glauconita são interessantes como fertilizantes devido ao seu alto teor de potássio (K), que é um dos três principais nutrientes para as culturas comerciais, juntamente com o nitrogênio (N) e o fósforo (P) – a famosa fórmula NPK.

A principal fonte de potássio hoje são os sais de potássio, compostos de potássio com íons cloro ou sulfato. Ocorre que esses elementos também podem afetar negativamente o solo – por exemplo, o cloro causa sua salinização.

A glauconita não possui esses elementos. Portanto, a glauconita é um mineral seguro para o solo, afirmam Maxim Rudmin e seus colegas da Universidade Politécnica de Tomsk.

“Rochas de glauconita são rochas na verdade associadas a resíduos de mineração, e suas reservas são tremendas. O depósito de minério de ferro de Bakchar é um dos maiores depósitos da Rússia e do mundo, mas ainda não foi desenvolvido,” disse Rudmin.

A glauconita fertiliza o solo por várias estações, mantém a umidade do solo, não possui contaminantes e pode ser um fertilizante muito barato. / Imagem: Rudmin et al.

Como ainda não é um mineral comercial, há poucas informações sobre sua ocorrência em nível mundial. No Brasil, há registro de ocorrências na região de Serra da Saudade (MG), na região do Alto Paranaíba, mas sem levantamentos que possam aferir o tamanho das reservas. Devido à sua associação com o ferro, é provável a existência de outras ocorrências na formação geológica conhecida como Grupo Cambuí (MG) e no Pará.

Fertilizante persistente que protege o solo

Os pesquisadores russos demonstraram que a glauconita não faz bem apenas ao meio ambiente: Ela melhora as culturas também. Um experimento de campo mostrou que a rocha de glauconita e o sulfato de potássio proporcionaram um aumento da produção de trigo em cerca de 20%.

Glauconita na natureza / Foto: sandatlas.org

Além disso, dependendo de sua forma de ocorrência, a glauconita poderia ser usada em sua forma bruta, sem qualquer processamento a não ser a moagem, como se faz hoje com o calcário – existem até mesmo ocorrências de glauconita na forma de areias, conhecidas como areias verdes.

O fertilizante de glauconita apresentou outra vantagem importante. Depois de examinar o solo, a equipe constatou que a glauconita havia liberado apenas um quarto de potássio até o final da colheita, enquanto o fertilizante químico tradicional liberara a totalidade do seu potássio no solo.

“Isso significa que, após a colheita, a glauconita continuará tendo um efeito positivo nos rendimentos durante as próximas duas ou três estações. Continuamos monitorando cuidadosamente as condições do solo durante e após o experimento. Aqui notamos um efeito positivo da glauconita em suas propriedades. Sendo um sorvente natural, a glauconita ajuda a reter a umidade do solo, o que é muito importante para regiões áridas,” disse Rudmin.

Via Site Inovação Tecnológica

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.