Festa do Peão de Barretos movimentou R$ 900 milhões

Festa do Peão de Barretos movimentou R$ 900 milhões

PARTILHAR
festa do peão barretos 2019
Foto Divulgação.

Pesquisa inédita foi feita a pedido do governo estadual para analisar impacto do evento na economia de SP. Segundo secretário, turismo no estado cresceu 7,7% no primeiro semestre.

Dados divulgados pela Secretaria Estadual do Turismo mostram que a Festa do Peão (SP) movimentou R$ 900 milhões entre os dias 15 e 25 de agosto, em Barretos (SP). O montante exclui valores gastos por moradores da cidade.

A pedido do governo do estado, o levantamento foi feito pela primeira vez com o objetivo de analisar o impacto do evento na economia de SP. De acordo com o secretário Vinicius Lummertz, no primeiro semestre de 2019, o turismo cresceu 7,7% no estado.

O governador João Dória (PSDB) participou do evento no primeiro fim de semana. Ele anunciou uma portaria que reconhece regras a serem cumpridas por organizadores de rodeios em SP e que garante o bem-estar dos animais na prática das modalidades.

Segundo a pesquisa, em 11 dias de festa, a 64ª edição recebeu um público de 800 mil pessoas, dos quais 58% são turistas.

São Paulo lidera a lista de estados com maior número de visitantes, com 32,7%. Em seguida aparecem Minas Gerais (13,6%), Paraná (2,5%), Rio de Janeiro (2%), Santa Catarina (2%) e Rio Grande do Sul (1,1%).

Do total, metade dos frequentadores declarou que já participou mais de cinco vezes do evento; 23,9% estiveram pela primeira vez no Parque do Peão. O tempo médio de permanência na cidade foi de cinco dias.

A pesquisa também apontou o impacto no comércio e nos serviços em outras 20 cidades, além de Ribeirão Preto (SP) e São José do Rio Preto (SP), mais distantes de Barretos. O setor de hotelaria recebeu 53,4% do público, enquanto 46,6% preferiu ir e voltar no mesmo dia para o município de origem.

O secretário informou que a pesquisa marca o início de uma série histórica, para que sejam desenvolvidas atividades não só no sentido de colaborar para a promoção da festa, mas do turismo no estado inteiro.

O diretor do clube Os Independentes, organizador da festa, Marcos Abud, e o prefeito de Barretos, Guilherme Ávila (PSDB), participaram da reunião para divulgação dos dados.

“Esse impacto de R$ 900 milhões não é dentro da festa, é na cidade e na região de Barretos. São diversas cidades impactadas, além do emprego gerado. Nós temos seguranças, serviços gerais, cozinheiros, motoristas, bares, restaurantes, hotéis, que geram renda. Muitas vezes, o período da festa do peão é o décimo terceiro salário, muito maior até do que recebem em dezembro”, disse Ávila.

Fonte: G1

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com