Igreja em ruínas resiste em meio a lavoura de soja; conheça a história

PARTILHAR
Esta é a Capela de Santo Antônio - fotografo Rodrigo Paiva
Foto: Rodrigo Paiva / @rodrigopaivarp

Conheça a história da misteriosa Igreja abandonada de Sussuí, distrito de Palmital, São Paulo; Construção foi pagamento de promessa no século XX

A Igreja Católica exerce grande influência nos aspectos político, social e cultural dos brasileiros. O catolicismo tem sido a principal religião do Brasil desde o século XVI. Ela foi introduzida por missionários que acompanharam os exploradores e colonizadores portugueses nas terras do país recém-descoberto. Em São Paulo é um grande exemplo disso, em janeiro de 1554, um grupo de jesuítas, comandado pelo padre Manuel da Nóbrega e auxiliado pelo igualmente jesuíta José de Anchieta, chega ao planalto paulista. Em 25 de janeiro daquele ano, dia em que se comemora a conversão do apóstolo Paulo, o padre Manuel de Paiva celebra a primeira missa na colina.

A celebração marcou o início da instalação dos jesuítas no local, e entrou para a história como o nascimento da cidade de São Paulo. Dois anos depois, os padres erguem uma igreja – a primeira edificação duradoura do povoado. Em seguida, ergueram o colégio e o pavilhão com os aposentos. Destas construções originais, resta apenas uma parede de taipa, onde hoje encontra-se o Pátio do Colégio.

Esta é a Capela de Santo Antônio - fotografo Rodrigo Paiva
Foto: Rodrigo Paiva / @rodrigopaivarp

É com toda essa introdução sobre a influência do catolicismo no Brasil que iremos contar essa história, conheça a Capela de Santo Antônio abandonada em Palmital, São Paulo.

Foto: Rodrigo Paiva / @rodrigopaivarp

A abandonada Capela de Santo Antônio, localizada em Palmital, no bairro Água da Espanholada, no distrito de Sussuí é um reflexo de como uma construção em ruínas pode impressionar os visitantes por dois aspectos: a beleza de um antigo cartão postal e a tristeza do abandono.

A igreja fica localizada a 23 km do centro de Palmital, para chegar até o local é necessário seguir da rodovia Nelson Leopolidono sentido Paraná até a rotatória que dá acesso a Destilaria Tirolli e entrar na primeira alça de acesso, na sequência em estrada de terra, o motorista precisa entrar à direita e a esquerda duas vezes pelo trajeto até chegar as ruínas da igreja.

Foto: Rodrigo Paiva / @rodrigopaivarp

De acordo com o contador de histórias, Marcel Jurado, em 1932 um dos filhos do casal Finotti, que eram os donos da terra, foi convocado para a 2ª Guerra Mundial. O pai do jovem, Pedro Finotti fez então uma promessa a Santo Antônio, que no lugar da capela que existia no local, ele construiria uma igreja dedicada ao santo se o seu filho voltasse com vida dos campos de batalha na Itália. Como o filho do casal retornou, a igreja foi construída. Durante o século XX, a igreja foi bem frequentada e até eram realizados eventos, como quermesses.

Hoje, com o local em desuso, a igreja está sem telhado e tomada por uma trepadeira. Abandonada em meio a plantações de cana-de-açúcar e grãos, algumas paredes já acusam o desgaste do tempo e já não possuem reboque, a cruz da torre apesar de não estar nivelada, segue no topo da construção, ainda existem grades em alguns pontos onde eram janelas, o chão está tomado por mato e ainda existem guarnições em algumas portas.

O contador de histórias publicou um vídeo em seu canal do Youtube apresentando as ruínas da igreja aos seus seguidores:

Apesar da distância e do difícil acesso, as ruínas da igreja recebem turistas de toda a região para tirar fotos e apreciar a beleza peculiar da antiga construção.

Adaptado de Solutudo

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.