Influência da castração na qualidade da carne

Influência da castração na qualidade da carne

PARTILHAR
Foto: PecNética

Pesquisa mostra a diferença entre a qualidade da carne de bovinos cruzados devido a influência da castração.

Nesta quinta, 31, o Giro do Boi recebeu em seu estúdio na capital São Paulo a médica veterinária e doutoranda da USP de Pirassununga-SP, Lenise Freitas Mueller. Ela falou sobre sua dissertação “Influência da condição sexual sobre o desempenho, características da carcaça e qualidade da carne de bovinos cruzados Angus x Nelore terminados em confinamento”.

A relevância do levantamento, reforçou a médica veterinária, se dá por conta do avanço do conhecimento dos consumidores, hoje mais conscientes e exigentes em relação aos produtos disponíveis ao mercado. E a linha de pesquisa terá sequência, pois agora servirá para a tese de doutorado de Mueller.

Na coleta de dados, foram usados quatro perfis de animais: castrados cirurgicamente, imunocastrados, inteiros e novilhas, todos F1 Angus X Nelore, terminados após 190 dias em confinamento e abatidos com 20 meses de idade.

Segundo a veterinária, é compensatório para o pecuarista que busca produzir carne de qualidade apontar seu sistema de produção para os animais castrados.

Qualidade da carne
Pesquisa da USP mostra a influência da castração na qualidade da carne
Foto: Divulgação/Assessoria

“Principalmente pela característica apresentada por esta categoria para a qualidade de carne, em termos de pH, de cor da carne, de maciez, em função do estresse que o animal inteiro tem no pré-abate que traz estes problemas de qualidade, também em função da melhor deposição de gordura, do perfil desta gordura, então compensa, sim”, afirmou a doutoranda.

Outro ponto interessante observado pelo levantamento foi que o perfil da gordura depositada nas carcaças das novilhas e dos machos castrados foi mais saudável em comparação com a gordura das carcaças dos animais inteiros em função da presença de Omega-3, Omega-6 e CLA (ácido linoleico conjugado), compostos favoráveis para a saúde humana.

Leia mais:

A pesquisadora disponibilizou seu e-mail para possíveis dúvidas a respeito da pesquisa e demais perguntas sobre qualidade de carne e produtividade: lelemueller@usp.br.

Confira os resultados da tese no vídeo da entrevista completa clicando aqui.

10 razões para você usar a raça Angus

Fonte: Canal Rural

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com