Instabilidade climática freia plantio da soja e atrasa colheita do trigo

PARTILHAR

Nas porções mais ao sul (“metade sul” do Estado), a chuva ocorreu com volumes expressivos entre o oeste, sudoeste e o centro-sul.

 Esta é a dura realidade no campo. A instabilidade climática. Produtores que ainda estão com trigo na lavoura no Sul do Brasil começam a contabilizar prejuízos. Com as chuvas intensas dos últimos dias e a previsão de mais uma semana de tempo fechado, entrar com as colheitadeiras na roça esta impossível.

Já o plantio da safra da soja está no início e a chuva também não deixa as plantadeiras seguirem no campo, embora, segundo especialistas, ainda não tem motivos para tanta preocupação uma vez que o mês de outubro também é considerado muito bom para semear a soja.

No domingo o tempo se manteve bastante instável no Paraná, com chuvas em diversos setores. Nas porções mais ao sul (“metade sul” do Estado), a chuva ocorreu com volumes expressivos entre o oeste, sudoeste e o centro-sul. No norte pioneiro, as precipitações foram registradas mais da tarde para a noite. As temperaturas também apresentam uma menor oscilação (ou amplitude) em comparação ao sábado (24), mas na faixa norte paranaense ainda fica quente.

Segunda-feira

O tempo segue bastante instável no Paraná neste início de semana. Na maior parte das regiões as precipitações ocorrem em qualquer momento do dia, inclusive com condições para ocorrência de tempestades em alguns pontos. Tendência de a chuva ser mais expressiva nos setores mais ao norte, enquanto perto de Santa Catarina teremos mais nuvens do que chuva. Temperaturas pouco variam ao longo da segunda-feira.

Semana segue instável

Entre terça-feira (27) e quinta-feira (29), a instabilidade atmosférica ainda se mantém elevada, com chuva em todas as regiões paranaenses. Volumes de precipitação ainda podem ser significativos no decorrer do período. Temperaturas seguem amenas em função do tempo chuvoso.

Fonte: Sou Agro

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com