Japão sacrifica 150 mil poedeiras por surto de gripe aviária

PARTILHAR
Foto: Divulgação

O Japão suspendeu temporariamente as exportações de carne de frango e de ovos de todas as regiões após o surto, disse o ministério.

O Japão detectou seu primeiro surto de gripe aviária da temporada de inverno de 2021, com a confirmação de um caso de “gripe aviária de alta patogenicidade” em uma granja no nordeste do país, comunicou o Ministério da Agricultura. nesta quarta-feira, 10.

Cerca de 143.000 galinhas poedeiras estão sendo submetidas a sacrifício sanitário em granja da cidade de Yokote, na província de Akita, disse o ministério em seu site, acrescentando que foram estabelecidas zonas de restrição de até 10 quilômetros do local afetado.

O Japão suspendeu temporariamente as exportações de carne de frango e de ovos de todas as regiões após o surto, disse o ministério.

“Na situação atual no Japão, não acreditamos que haja qualquer possibilidade de a gripe aviária ser transmitida aos humanos por meio do consumo de carne de frango ou ovos”, ressaltou o ministério.

Mas um aumento no número de pessoas infectadas com a gripe aviária na China este ano está se tornando uma fonte de preocupação entre os especialistas em epidemiologia, especialmente à medida que o mundo se recupera lentamente da Covid-19.

A China relatou para a Organização Mundial da Saúde a ocorrência de 21 infecções humanas com o subtipo H5N6 da gripe aviária em 2021, em comparação com apenas cinco no ano passado, informou, com seis pessoas mortas e muitas gravemente doentes.

Surtos de gripe aviária também foram relatados nos últimos dias e semanas na Europa, criações da Polônia sendo os locais mais recentes para infecções, totalizando 650.000 aves.

No inverno passado, o Japão teve sua pior temporada de Influenza Aviária em granjas, com 9,87 milhões de frangos abatidos e mais de um terço das prefeituras do país afetadas.

O Japão tem um plantel de postura de cerca de 181 milhões de galinhas e uma população de frangos de corte de 140 milhões, de acordo com o Ministério da Agricultura.

Fonte: Reuters

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com