Javaporcos estão favorecendo as mudanças climáticas; entenda

PARTILHAR
problema dos javalis e javaporcos 1
Foto: Divulgação

Híbridos de javalis já são bem conhecidos no Brasil; é um problema sério e tem destruído lavouras ao redor do mundo e já chegaram até em Fukushima

O produtor rural brasileiro já sabia disso. Problema sério com os híbridos de javalis tem causado danos na Agricultura brasileira e principalmente em áreas de preservação permanente, as APPs, essas áreas protegidas, cobertas ou não por vegetação nativa, com a função ambiental de preservar os recursos hídricos, a paisagem, a estabilidade geológica e a biodiversidade, facilitar o fluxo gênico de fauna e flora, proteger o solo e assegurar o bem-estar das populações humanas estão sendo destruídas pelos javaporcos.

E não é só no Brasil, eles estão causando sérios problemas ambientais ao redor do mundo e não há um consenso entre os especialistas sobre o que fazer para atenuar ou resolver essa questão. Esses animais, que são híbridos de javalis selvagens com porcos domésticos, têm destruído lavouras ao redor do mundo e já chegaram até em Fukushima.

Texas na guerra contra o javaporco – Apesar de anos de intensa caça e armadilhas, o Texas está perdendo a guerra contra os porcos selvagens. Informações importantes e impactantes em artigo fala sobre o crescimento populacional desta espécie tão nociva a nossa fauna, flora, saúde pública e agropecuária. Estima-se que é necessário abater 7 em cada 10 javalis de uma área, somente para manter a população existente sem crescimento.

Mas além dos danos econômicos causados aos produtores rurais, esses animais também estão causando sérios problemas ambientais. Isso acontece porque animais, ferramentas ou qualquer coisa baseada no solo tende a liberar carbono sequestrado na atmosfera. Esse é um passo natural no chamado ciclo do carbono. Por serem animais que se reproduzem rapidamente e se espalham numa velocidade assustadora, os javaporcos acabam liberando uma grande quantidade de gases do efeito estufa à medida que suas populações crescem e invadem novas áreas.

javali no agronegocio
Foto: Divulgação

Algumas simulações sugerem que os javaporcos já liberam mais dióxido de carbono na atmosfera do que um milhão de carros a cada ano. Um desses modelos foi construído por pesquisadores da Universidade de Queensland, na Austrália, e publicado na revista científica Global Change Biology.

Também existe um problema de saúde pública – A carne de javaporco continua sendo consumida, principalmente na forma de churrasco, nas regiões Sul e Sudeste. O consumo da carne dessa variedade selvagem de suíno assim como o contato com a saliva e o sangue do animal, porém, não são recomendáveis por causa da possibilidade de transmitir agentes causadores de doenças, verificada em estudos recentes.

Para piorar a situação, os especialistas acreditam que a maior parte dos javaporcos do mundo estão concentrados em áreas que possuem solo carbonoso. Além disso, os cientistas acreditam que o impacto climático dos javaporcos tenha sido subestimado, já que algumas áreas agrícolas não foram consideradas no estudo.

Essa opção se deu porque essas áreas já estão emitindo dióxido de carbono por meio de máquinas agrícolas, por exemplo, e os pesquisadores não queriam contabilizar suas emissões duas vezes no mesmo estudo. “Esta praga está se expandindo, e eles podem estar potencialmente se expandindo em áreas com altos estoques de carbono”, declarou o autor do estudo, Christopher O’Bryan.

Até o momento, já foram tentadas diversas abordagens para lidar com os javaporcos, mas nenhuma se mostrou realmente efetiva, além disso, nenhuma opção já tentada foi boa para o planeta. “Se entrarmos em um helicóptero e formos atirar neles, ou construímos cercas, isso causa emissões”, disse ele à revista. “Portanto, temos que levar em conta essas compensações.”

Com informações do Olhar Digital

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.