Máscara transforma gás do arroto de vacas em água

Máscara transforma gás do arroto de vacas em água

PARTILHAR
(Foto: Zelp/Divulgação)

Empresa com sede no Reino Unido afirma que diminuição das emissões de metano contribui para amenizar efeito estufa

Uma empresa de argentinos sediada no Reino Unido criou uma máscara que promete solucionar um dos maiores problemas ambientais na criação de bovinos: a emissão de gás metano, que contribui para o efeito estufa.

O dispositivo, instalado na cabeça das vacas, retém 90% do gás metano produzido pelo arroto dos animais e transforma-o em vapor d’água e dióxido de carbono.

Máscara transforma gás do arroto de vacas em água e reduz impacto ambiental

Desenvolvido pela startup Zelp, o dispositivo também possui um geolocalizador para rastrear os animais remotamente e coletar dados importantes sobre o metano emitido por eles.

DADOS ESTATÍSTICOS

O wearable do ZELP possui uma importante funcionalidade de coleta de dados:

– Localização geográfica:

Um rastreador GPS marca a posição do animal o tempo todo para produzir informações sobre o comportamento e a saúde do gado.

– Detecção de calor:

Entender quando o gado está em pé e detectar estro é a chave para maximizar os dias de ordenha.

– Doença precoce:

Nosso wearable inteligente pode ajudar a identificar os primeiros sintomas da doença, reduzindo os custos de medicamentos caros.

– Frequência e quantidade de emissões:

Compreender a quantidade de metano produzido por vaca é crucial para identificar os animais mais eficientes, levando a um rebanho menos poluente e mais rentável.

– Volume oxidado de metano:

Indicando uma melhoria ambiental precisa por animal / rebanho. O monitoramento em tempo real do metano oxidado informa ao produtor o progresso alcançado no cumprimento de nossa certificação e padrões de mercado.

Isso também ajuda, segundo a empresa, a fazer o diagnóstico precoce de doenças e da própria situação do animal, contribuindo para maximizar a ordenha.

A Zelp, que se apresenta como uma empresa “dedicada a reduzir significativamente o impacto ambiental da indústria pecuária”, informa que as vendas da máscara devem começar em 2021.

Compre Rural com informações do Globo Rural

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com