Milho avança a R$ 100,00/sc e quebra recorde de preço!

PARTILHAR
agronegocio-milho-parana-
Foto: Divulgação

Milho inicia a semana com intenso movimento de alta; Suporte do USDA e indefinições sobre o milho 2ª safra impulsionam cotações do cereal na B3.

No mercado interno o preço do cereal segue sustentado pela oferta restrita e necessidade de compra do cereal com o preço em Campinas/SP próximo de R$94,00/sc. Ainda impulsionado pelo relatório do USDA e pelo cenário interno, os futuros do cereal na B3 registraram forte alta com o contrato maio/21 fechando o dia cotado a R$99,15/sc, valorização diária de 1,77%.

Segundo os dados divulgados pelo aplicativo da Agrobrazil, já existem negócios acima da referência com preços atingindo até R$ 100,00/sc de milho. Negociações acontecem em Mato Grosso do Sul, no município de Naviraí, com entrega no dia 07 de abril e pagamento em até 30 dias de prazo.

Cotações do cereal em Chicago encerraram o primeiro pregão da semana em movimentos mistos com correções técnicas nos contratos mais curtos e valorização nos contratos futuros para o 2º semestre. O contrato maio/21 recuou 1,3% e encerrou cotado a US$5,553/bu, e setembro/21 fechou em US$5,03 com avanço de 0,1%

Boi gordo

Mais uma semana se inicia com a oferta de boi gordo escassa em todo o país e, com as escalas apertadas, frigoríficos de todas as regiões ensaiam pagar mais pela arroba. Em São Paulo, a referência para negócios se consolida nos R$ 320,00/@.

Ainda que a demanda preocupe, os preços do animal na B3 continuam a avançar, e o contrato para maio/21 bateu os R$ 314,95/@, valorizando 0,99% no comparativo diário.

Com um total de 45,05 mil toneladas embarcadas nos oito dias úteis finais de março/21, as exportações de carne bovina encerraram o último mês com um total de 133,82 mil toneladas, 31,03% superior a fevereiro/21 e 6,31% acima de março/20.

Este volume representa um recorde histórico para um mês de março, que teve a contribuição também da maior quantidade de dias úteis no último mês. Esses números, levam 2021 a “encostar” em 2020 nas exportações de carne bovina, visto que os dois primeiros meses do ano foram piores.

Soja

Em Paranaguá/PR o preço da oleaginosa se mantém acima de R$173,00/sc sustentado pelo câmbio, CBOT e demanda.

Cotações da soja em Chicago iniciam a semana refletindo a projeção do USDA de estoques e área plantada e encerram o pregão com valorizações sobre a quinta-feira. O contrato para vencimento maio/21 fechou o dia valendo US$14,13/bu com avanço de 0,71%.

Compre Rural com informações da Agrifatto

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.