Morre um dos maiores nomes do agronegócio

Morre um dos maiores nomes do agronegócio

PARTILHAR

Morre Mário Lanznaster, presidente da Aurora Alimentos; Considerado um dos maiores líderes do cooperativismo brasileiro, ele estava em seu quarto mandato frente a Aurora Alimentos.

Faleceu às 4h23 horas deste domingo, 18, em Chapecó (SC), aos 80 anos de idade, o empresário Mário Lanznaster, presidente da Cooperativa Central Aurora Alimentos, um dos maiores conglomerados agroindustriais do setor de carne do Brasil

Considerado um dos maiores líderes do cooperativismo brasileiro, Lanznaster enfrentava problemas de saúde desde 2018, em razão de um tumor no fígado. Ele trabalhou normalmente até o último dia 11 de outubro, quando foi internado para assistência médico-hospitalar.

Mário Lanznaster presidia a Aurora Alimentos desde 2007 e estava em seu quarto mandato. Antes, presidiu a Cooperativa Agroindustrial Alfa de 1997 a 2009. Por dois anos (de 2007 a 2009) exerceu simultaneamente as presidências da Aurora e da Alfa.

Trajetória

Lanznaster era catarinense, nasceu em 30 de junho de 1940 no município de Presidente Getúlio. Foi suinocultor por 40 anos e produtor de milho, feijão, soja e trigo desde 1984,

Era graduado em Agronomia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e em Engenharia de Segurança do Trabalho pela Universidade Federal de Santa Catarina.

Foi extensionista rural em 1968 nos municípios de Modelo e Chapecó. Em 1974, trabalhou como assessor técnico na Coopercentral quando iniciou a implantação do programa de fomento à suinocultura, conhecido hoje como Suicooper.

Foi vice-presidente da Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina (Ocesc) e presidente da Sociedade Amigos de Chapecó (SAC), entre outros cargos comunitários que exerceu.

Era vice-presidente para assuntos estratégicos do agronegócio da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc).

Em outubro de 2002 assumiu a vice-presidência da Cooperativa Central Aurora e, em 2007, a presidência da empresa.

Nascido no município catarinense de Presidente Getúlio, Lanznaster era formado em agronomia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e um produtor de suínos. Além de gerir a Aurora, era vice-presidente para assuntos estratégicos do agronegócio na Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc).

Homenagem

O presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Ricardo Santin, lamentou em vídeo o falecimento de Lanznaster, que era como membro do conselho consultivo da entidade.

“Hoje é um dia triste para a ABPA, para o agronegócio e para o cooperativismo, principalmente. Uma figura amiga, líder dedicado, trabalhador, exemplo para todos nós, com ideais valorizando a pessoa do campo e que deixa um legado muito importante para todos nós. Mário Lanznaster cumpriu com muita galhardia, com muita honradez a sua missão”, disse o executivo.

José Antônio Ribas Junior, presidente da Associação Catarinense de Avicultura (Acav), e Irani Pamplona Peters, presidente do Sindicato da Indústria de Carnes e Derivados no Estado de Santa Catarina (Sindicarne) e da Associação das Indústrias de Carnes e Derivados em Santa Catarina (Aindaccadesc) afirmaram em nota que “Lanznaster foi e será sempre uma referência no agronegócio”.

“Perde a família Lanznaster, perde a família Aurora, perde o agronegócio, perde Santa Catarina e perde o Brasil”, disseram.

Com informações do Canal Rural e Assessoria

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com