Navio boiadeiro afunda com 6.000 vacas e 43 pessoas

Navio boiadeiro afunda com 6.000 vacas e 43 pessoas

PARTILHAR

Cargueiro afunda perto do Japão com 43 pessoas e 6.000 vacas; Uma grande tragédia aconteceu por causa de um tufão que atingiu a embarcação.

Um navio com 43 tripulantes e cerca de 6.000 vacas naufragou, após emitir um pedido de socorro em meio a um tufão na costa oeste do Japão – relatou o único sobrevivente resgatado até agora pela Guarda Costeira japonesa.

O “Gulf Livestock 1” lançou um pedido de ajuda na madrugada de quarta-feira, quando estava a 185 km da ilha japonesa Amami Oshima, no sudoeste do Japão. Na noite de quarta-feira, equipes de resgate da guarda costeira encontraram um sobrevivente, um chefe de oficiais filipino de 45 anos, que disse ter vestido um colete salva-vidas e pulado na água após chamar seus colegas a bordo.

O navio, chamado Gulf Livestock 1, e sob a bandeira do Panamá, enviou um sinal de socorro antes de desaparecer, informou a Guarda Costeira do Japão, de acordo com a rede de televisão australiana ABC.

Segundo o único sobrevivente até o momento, o motor do navio parou, e uma onda fez a embarcação capotar, antes de afundar, anunciou a Guarda Costeira em uma nota.

O sobrevivente disse não ter visto outros tripulantes, enquanto esperava para ser resgatado. Um barco inflável foi avistado na área, mas a Guarda Costeira não confirmou que tivesse qualquer relação com o navio afundado.

Três embarcações da Guarda Costeira, cinco aeronaves e mergulhadores trabalham na operação de resgate. O navio transportava 39 filipinos, dois neozelandeses e dois australianos, bem como 5.800 vacas. O destino da viagem era um porto da China.

A guarda costeira japonesa resgatou uma pessoa de um navio de carga que teria afundado durante um tufão com mais de 40 tripulantes e 6.000 cabeças de gado a bordo.

O tripulante, que foi encontrado usando um colete salva-vidas, disse que o navio havia virado. O Gulf Livestock 1 enviou um sinal de socorro do Mar da China Oriental depois de ser pego pelo tufão Maysak.

A busca pelo resto da tripulação e do navio continua, mas até agora não conseguiu encontrar mais sobreviventes. A tripulação do cargueiro inclui 39 marinheiros das Filipinas, dois da Nova Zelândia e dois da Austrália.

REUTERS
REUTERS
REUTERS

O que aconteceu com o navio?

De acordo com a guarda costeira japonesa, o homem resgatado é um dos tripulantes filipinos, que disse que o motor do navio falhou antes de virar após ser atingido por uma onda. Eduardo Sareno, o comandante da embarcação, de 45 anos, disse que a tripulação foi instruída a colocar coletes salva-vidas e que ele pulou na água.

Ele disse que não viu nenhum outro membro da tripulação antes de ser resgatado. A esposa do Sr. Sareno disse à BBC que ele falou com ela de um hospital dizendo que estava seguro.

O Gulf Livestock 1 deixou a Nova Zelândia em 14 de agosto com destino à China, com a viagem prevista para durar 17 dias, disse o Ministério das Relações Exteriores da Nova Zelândia.

Na quarta-feira à noite, o navio enviou um pedido de socorro das águas ao oeste da ilha Amami Oshima, no sudoeste do Japão. O departamento de relações exteriores das Filipinas disse que seu consulado na cidade japonesa de Osaka estava “monitorando a situação e coordenando” com as autoridades.

A guarda costeira japonesa “está lançando uma segunda missão de busca e resgate antes da chegada do tufão”, disse em um comunicado à imprensa.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com