Nova Montana será picape com Super Motor, vídeo!

PARTILHAR
Foto Divulgação

Terceira geração da picape terá apenas cabine dupla e motores turbo, mas quer brigar com a Fiat Toro em preço; Nova Montana 2023 será mais que uma simples picape!

Ao divulgar o perfil de sua inédita intermediária com cabine dupla, a Chevrolet fez questão de deixar claro duas coisas: ela será chamada de Nova Montana e será completamente diferente das duas gerações anteriores da picape. Desde que foi anunciada pela montado, a picape já movimenta interessados e curiosos e promete ser uma novidade bombástica para o mercado das picapes!

A apresentação do carro está programada para acontecer no segundo semestre de 2022, mas o lançamento comercial tende a ficar para o ano seguinte. Confira abaixo as imagens e os detalhes dessa super picape que esta chegando!

Na prática, só restará o nome lançado em 2003. Plataforma, conjunto mecânico e até seu posicionamento no mercado serão completamente distintos.

Uma base virá da plataforma global GEM , uma mesma de Onix e Tracker – que também é fabricado em São Caetano do Sul (SP) -, e seu motor será o 1.2 turbo da família CSS Prime, hoje usado apenas pelo Tracker Premier de quase R $ 140.000.

Com isso, ela deverá ter também o mesmo motor 1.2 turbo de até 133 cv e 21,4 kgfm de torque do Tracker, com o 1.0 turbo possivelmente sendo deixado de lado por conta do maior peso que a nova Montana terá. Afinal, estamos falando de uma picape que precisa de força para levar 5 pessoas e ainda carregar algo na caçamba, algo que o propulsor 1.0 turbo ficaria devendo com seus 116 cv e 16,8 kgfm.

Se a nova Montana seguir o estilo da projeção que divulgamos em maio, ela virá com faróis afilados com luzes diurnas de LED, enquanto os faróis principais estarão presentes em uma seção separada logo abaixo, à exemplo da Fiat Toro e do Citroën C4 Cactus. A grade dianteira em colmeia seria atravessada por uma régua cromada, o que aumenta a impressão de robustez. A marca revelou apenas um teaser da nova Montana de perfil, que num primeiro momento se assemelha bastante com a nossa projeção.

Já a lateral teria vincos parecidos ao do Tracker, enquanto as caixas de rodas ajudariam a dar “corpo” para a nova picape. Já na traseira a projeção do designer Renato Aspromonte do OverboostBR imaginou as lanternas com o mesmo desenho da Silverado americana e tampa da caçamba com o nome Chevrolet em relevo. A solução seria uma bela ideia para a nova Montana.

“É super importante para nós esse novo produto, é super importante para a presença da GM no Brasil. Nós estamos muito comprometidos com a nossa presença no Brasil. E eu acho que a nova Chevrolet Montana vai fazer uma enorme diferença no nosso portfólio”, disse o presidente da GM, Carlos Zarlenga, ao revelar o nome da nova picape que deverá ser lançada em 2022.

Detalhes

Com quatro portas, a Nova Montana poderá estrear aqui o motor 1.3 Turbo de quatro cilindros, usado pela GM em outros mercados, entregando 163 cavalos originalmente, mas que aqui pode ser anabolizado para chegar até 180 ou 190 cavalos.

A transmissão GF6-3 de seis marchas é outro item que deve fazer parte do pacote, mas não esperamos por um propulsor diesel, mesmo porque a GM não tem mais uma opção de tamanho pequeno.

Sobre o motor 1.5 Turbo da Equinox, ele é mais antigo e inspirado ainda na Família II. Pouco provável ser usado. A Nova Montana provavelmente usará suspensão traseira multilink e pode ter opção de tração nas quatro rodas, previsto no projeto da VSS-F, embora com eixo de torção em “V”, que pode ser visto em Onix e Tracker.

Na picape, potência e torque do motor podem superar os atuais 133 cv e 21,4 kgfm, e como versões de entrada alternada manual de seis marchas. Ainda assim, as versões mais caras serão vendidas apenas com câmbio automático de seis marchas.

Mas este não seria o único motor. A General Motors trabalha em um motor inédito para um picape, que segundo o site Mobiauto seria o 1.3 turbo com injeção direta que, na China (onde equipa o Onix Plus) rende 163 cv. Seria uma forma de se aproximar dos números de 1.3 turbo do Fiat Toro (185 cv) e do novo 1.3 turbo de 170 cv que equipará um Oroch no ano que vem .

Porte de SUV e linhas mais retas, que passam sensação de solidez, darão o tom no estilo da nova Montana. Faróis em dois andares, com leds diurnos e setas acima do bloco dos faróis, serão novidade na linha Chevrolet brasileira, mas comuns a Fiat Toro e Hyundai Santa Cru z.

O entre-eixos vai superar os 2,83 metros da Oroch, o que renderá um bom espaço na cabine, de quatro portas, e na caçamba, favorecida pela suspensão convencional, por eixo de torção. Será um meio de manter o preço abaixo do Toro (que parte dos R $ 115.000). Ainda assim, as versões mais caras precisam monitorar de pontos cegos, wi-fi 4G e frenagem de emergência.

Compre Rural com informações do Quatro Rodas

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com