Nutrição balanceada reduz problemas de casco

Nutrição balanceada reduz problemas de casco

PARTILHAR
Foto Divulgação.

Escolha da estratégia nutricional impacta diretamente na redução de problemas com cascos na pecuária. Consumo de nutrientes adequados e cuidados são decisivos, veja!

A rotina para o produtor de gado leiteiro em sistemas intensivos passa pela convivência com problemas de cascos. Em pecuária de corte, isso não é comum, mas não é raro quando se trata de animais reprodutores. Em casos extremos há o descarte precoce do touro e perdas econômicas, consequentemente. 

A equipe da Embrapa (Campo Grande, MS), formada por especialistas em nutrição, genética e reprodução, explica que a origem é multifatorial. “É uma combinação de fatores que afetam a integridade estrutural e funcional do casco”, define o pesquisador Antônio do Nascimento Rosa.

Primeiramente, o casco é uma estrutura complexa e o desencadeamento de problemas permeia, inicialmente, variáveis ambientais, nutricionais e genéticas, que ocorrem em conjunto ou isoladamente. 

Na esfera nutricional, há nutrientes e cuidados decisivos para prevenir os problemas de cascos.

Na esfera nutricional, há nutrientes e cuidados decisivos para prevenir os problemas de cascos. O fornecimento de nutrientes, como aminoácidos sulfurados; minerais, como zinco; e vitaminas (A e biotina) fortalecem as estruturas e reduzem riscos. Isso é possível a partir de uma dieta balanceada em proteína, minerais e vitaminas, sob orientação técnica. 

Os cuidados com a ocorrência de acidose ruminal é outra medida a ser tomada pelo produtor. Para reduzir as probabilidades, o balanceamento da dieta é crucial, principalmente, para bovinos confinados.

Os especialistas da Empresa recomendam uma dieta com teor adequado de fibras, no mínimo 30% de fibra em detergente neutro, das quais 50%, ao menos, de origem de forragem. Aditivos alimentares, como antibióticos e probióticos, também auxiliam na prevenção. 

Para os touros reprodutores suplementados a pasto com altas quantidades de concentrado, mantê-los em pastagem com elevada disponibilidade de forragem para acesso fácil a fibras é válido. O acesso inclui espaço adequado de cocho para evitar competição entre animais do mesmo lote. O uso de vagão misturador garante homogeneidade da mistura e minimiza também os riscos de acidose. 

Todas essas recomendações são parte da publicação “Procedimentos para preparo de touros para comercialização e adaptação aos sistemas produtivos”, um guia que busca proporcionar aos criadores, produtores de genética e comerciais de gado de corte orientações sobre procedimentos alimentares no preparo de touros, para comercialização e adaptação dos animais aos sistemas de produção.

A obra de autoria de pesquisadores da Embrapa teve o suporte de técnicos da Connan Nutrição Animal e Geneplus Consultoria, parceiras em projetos na área, o que trouxe incrementos devido à abrangência das empresas e capilaridade de seus corpos técnicos.

“Orientações como as que estão neste material auxiliam os produtores a escolher a melhor estratégia nutricional para a sua propriedade e, a partir dela conquistar melhores resultados no desenvolvimento dos animais e na comercialização”, destaca o gerente técnico e de marketing da Connan, Marcio Bonin.

O material está disponível em versões digital ou física, no site, gratuitamente. 

Confira os vídeo da Embrapa sobre o assunto:

Fonte: Embrapa


Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com