Oeste da Bahia tem prova de ganho de peso a pasto

Oeste da Bahia tem prova de ganho de peso a pasto

PARTILHAR
ABCZ faz teste de ganho de peso no Oeste da Bahia
Técnicos da ABCZ e da Aval realizando a compilação das informações dos animais inscritos na prova / Foto: Divulgação

Técnicos da ABCZ e da empresa Aval realizam avaliação final da 15ª Prova de Ganho em Peso a Pasto da Agropastoril Antonio Balbino

Técnicos da Associação Brasileira dos Criadores de Zebuínos (ABCZ) e da Aval estiveram no último dia 04, na Fazenda Água Doce, em Barreiras, realizando a avaliação final dos animais que estão participando da Prova de Ganho em Peso a Pasto (PGP), da Agropastoril Antonio Balbino.

O objetivo da visita foi efetuar a compilação dos dados dos animais com avaliação do peso, Circunferência Escrotal (CE), avaliação através ultrassom de carcaça que contempla Área de Lombo, Estrutura corporal (E), precocidade (P), musculosidade (M), umbigo (U), características raciais (R), aprumos (A), características sexuais (S) – (EPMURAS), entre outros itens avaliados.

ABCZ faz teste de ganho de peso no Oeste da Bahia
O pecuarista José Maria Albuquerque Junior (ao centro) acompanha a avaliação dos técnicos da ABCZ e da Aval / Foto: Divulgação

A Prova de Ganho de Peso (PGP) é um teste de desempenho para bovinos de corte que objetiva a identificação de indivíduos geneticamente superiores para características de interesse econômico relacionadas, principalmente, ao potencial de crescimento e qualidade da carcaça. É uma ferramenta do melhoramento que visa identificar animais que possam trazer o melhor retorno para a produção de carne, além de possibilitar que esses animais não sintam dificuldades nem passem por estresse ao momento de irem para o meio da vacada.

ABCZ faz teste de ganho de peso no Oeste da Bahia
Ultrassom de carcaça sendo realizado nos animais participantes da prova PGP / Foto: Divulgação

Além dos animais da Agropastorial Antonio Balbino, bovinos de criadores convidados também estão participando da prova, a exemplo de gado dos pecuaristas José Maria Albuquerque Junior (Bahia) e Luis Salim (Tocantins).

Segundo Antonio Balbino, os animais participantes fazem parte da mesma safra de bezerros. “Eles dão entrada na prova com idades entre sete e dez meses e encerram a competição com idade entre 17 e 20 meses. Essa avaliação final serve como balizador para o desempenho individual de cada animal participante e um referencial para a Prova de Ganho em Peso a Pasto”, disse o criador.

As informações obtidas nessa avaliação final serão utilizadas para a seleção dos melhores animais que posteriormente se transformarão em touros melhoradores que vão ser ofertados no Leilão da PGP que anualmente acontece no mês de novembro durante a Oeste Genética, realizada no Parque de Exposição Engenheiro Geraldo Rocha, em Barreiras. “Esses touros irão atender criadores de vários estados brasileiros e por serem diferenciados, repassarão suas genéticas para seus descendentes, melhorando o rebanho nacional. Os animais oriundos das outras provas da PGP da Agropastorial Antonio Balbino já foram comercializados com pecuaristas do Tocantins, Pará, Roraima, Acre, Rondonia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Espírito Santo, Sergipe, Alagoas, Piauí e São Paulo”, concluiu Balbino, enfatizando que o maior mercado consumidor é o Brasil Central, onde a pecuária tem crescido bastante.

ABCZ faz teste de ganho de peso no Oeste da Bahia
Foto: Divulgação
ABCZ faz teste de ganho de peso no Oeste da Bahia
José Maria Albuquerque Junior e Antonio Balbino acompanhando a avaliação / Foto: Divulgação
ABCZ faz teste de ganho de peso no Oeste da Bahia
O pecuarista Antonio Balbino, da Agropastoril Antonio Balbino / Foto: Divulgação

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com