Peste suína africana ameaça Alemanha

Peste suína africana ameaça Alemanha

PARTILHAR
Foto: Divulgação

Um caso de peste suína africana foi detectado a apenas 12 km de fronteira da Alemanha; portador do vírus é um javali selvagem.

Um novo caso de peste suína africana na Polônia foi detectado em um javali selvagem a apenas 12 quilômetros da fronteira com a Alemanha, informou nesta quarta-feira o Ministério da Agricultura alemão. A Alemanha está intensificando discussões com o governo polonês a respeito da criação de uma “zona neutra” cercada, visando impedir que javalis com a doença entrem no país, disse a pasta em comunicado.

A Polônia registrou cerca de 55 surtos de peste suína africana em javalis selvagens em dezembro, com uma série de casos ocorrendo nas proximidades da fronteira com a Alemanha, um dos principais países exportadores de carne suína da União Europeia.

Países asiáticos –incluindo a China– costumam estabelecer proibições às importações de carne de porco provenientes de regiões onde a doença tenha sido detectada, o que gera uma grande perda de negócios para exportadores do produto. Com javalis espalhando a peste pela região, há temores de que as significativas exportações de carne da Alemanha para a China sejam ameaçadas.

A ministra da Agricultura alemã, Julia Kloeckner, e seu par polonês, Jan Krzysztof Ardanowski, chegaram a um acordo no início desta semana para intensificar medidas conjuntas para conter o surto de peste suína africana na Polônia e evitar a chegada da doença à Alemanha.

Os dois países ainda discutirão se a força de defesa civil da Alemanha deve ajudar na instalação de cercas no lado polonês da fronteira, acrescentou o comunicado do ministério.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.