Polícia “mata” e recupera gado no valor de R$ 160 mil

Polícia “mata” e recupera gado no valor de R$ 160 mil

PARTILHAR
Imagem ilustrativa

Segundo informações da ocorrência, eram cerca de 61 animais roubados, avaliados no valor de R$ 160 mil; A polícia matou mais uma operação de roubo!

A onda de violência e furtos estão crescendo no meio rural, principalmente com o aumento no valor dos animais, se tornando mais atrativos para esses bandidos. Diante disso, a polícia tem tentando intensificar a sua atuação, mas é preciso que o Governo tome medidas mais drásticas em relação ao assunto. Já deixamos aqui os nossos parabéns aos policiais que participaram dessa ação!

De acordo com o Cabo PM Branco, a guarnição foi solicitada na tarde de quinta-feira (01.10), onde o comunicante informava que tinham sido subtraídas 49 cabeças de gado de um arrendamento, que ele locou, para colocar o gado, na zona rural daquele município.

Cinco pessoas foram conduzidas pela Polícia Militar por suposto envolvimento com furto de gado no município de Castanheira. O gerente da fazenda e mais cinco homens foram pegos em flagrante. O rebanho está avaliado em mais de R$ 160 mil.

Imediatamente a viatura da Polícia Militar, comandada pelo Sargento Adair, se deslocou para o local indicado e conseguiu abordar os dois caminhões que estavam transportando o gado para uma outra propriedade.

Os motoristas dos caminhões, Hércules e Adalton Cândido, assim como o gado, foram trazidos para a Delegacia de Polícia Judiciária Civil de Juína. Eles alegaram que foram contratados apenas para o transporte do gado, mas não sabiam que eram produtos de furto.

A PM foi informada que os responsáveis por prender e embarcar o gado foram os suspeitos Bruno Rios, vulgo “Batatinha”, e Anderson, vulgo “Maninho”, que é gerente da Fazenda Santa Maria.

O gado foi retirado da Fazenda Santa Maria, na linha Vale do Ouro, vizinho do arrendamento, e levado para o sítio Vitória da Conquista. Tratam-se de 42 novilhas com a marca PTT,  e 07 animais, sendo 06 vacas e 01 touro, de propriedade do Sr Marcos Vinícius Dornelas Souza.

Além dos motoristas, foram conduzidos o dono do sítio para onde o gado foi levado, Sr Jailton Rodrigues da Silva, Bruno Rios e Anderson. Devido as condições do gado, preso no caminhão desde cedo, o rebanho foi liberado para os proprietários.

O Delegado de Polícia Judiciária Civil, Dr Carlos André, irá ouvir os envolvidos e apurar se existe a participação de mais alguma pessoa.

Os policiais localizaram o gerente e todos foram levados à delegacia de Polícia Civil em Juína. Três suspeitos foram ouvidos e liberados e dois encaminhados a cadeia.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com