Preços do milho seguem em disparada no mercado!

Preços do milho seguem em disparada no mercado!

PARTILHAR
Foto: Fotografias Cardoso

A correção tarda mas chega e os preços de milho e soja em Chicago recuam em dia de correção técnica após fortes valorizações nos últimos dias.

A busca pelos R$ 100,00/sc segue firme no mercado físico paulista de milho. A referência para negócios em Campinas já circunda os R$ 99,50/sc, atingindo assim o maior patamar da história e encostando nos três dígitos. Enquanto isso, na B3, as cotações continuaram a romper as máximas, com o vencimento para setembro/21 atingindo os R$ 103,03/sc, valorizando-se 1,96% no comparativo diário, o mercado segue de olho no clima.

Após a forte valorização dos últimos dias, o preço do milho em Chicago apresentou recuo na terça-feira. O vencimento para julho/21 (mais negociado atualmente) buscou os US$ 6,55/bu, desvalorizando 0,46% no comparativo diário. O receio com o clima no Brasil e nos EUA continua, no entanto, o mercado resolveu realizar algumas posições e diminuir o apetite comprador.

Boi Gordo

Seguindo o ritmo observado desde a semana anterior, houveram poucas novidades no mercado físico de boi gordo, onde a pressão baixista vem ganhando força nas principais praças pecuárias.

As programações de abate vão alongando, aliados a menor atuação das plantas frigoríficas e também um aumento, ainda pequeno, da oferta de animais prontos para abate. Em São Paulo, encerraram o dia com 7,0 dias úteis. 

Na B3, o dia foi positivo, com o contrato futuro com vencimento em maio/21 fechando o dia em R$ 311,55/@, acréscimo diário de 0,79%. Já o junho/21 avançou 0,91% e encerrou o dia em R$ 315,00

Soja

Mesmo com a movimentação negativa dos preços em Chicago e dos prêmios pagos nos portos, o preço da soja em Paranaguá/PR manteve-se nos R$ 180,00/sc. A manutenção do dólar na casa dos R$ 5,46 auxiliou para que a oleaginosa permanecesse com cotações elevadas.

Após dez sessões com valorizações, a soja norte-americana na CBOT fechou um dia com queda nas suas cotações. O contrato com vencimento para julho/21 recuou 1,28% no comparativo diário, fechando a terça-feira cotado a US$ 15,20/bu. O receio com a oferta segue em território norte-americano e a movimentação de ontem foi nada mais do que uma correção técnica frente as fortes altas observadas nos últimos dias

Fonte: Agrifatto

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com