Produção de leite do Brasil no deve crescer no 4º trimestre

Produção de leite do Brasil no deve crescer no 4º trimestre

PARTILHAR

A Rabobank espera crescimento de 1% na produção de leite do Brasil no quarto trimestre do ano de 2020, segundo os dados divulgados. Confira!

Os preços ao produtor atingiram recorde histórico.

A demanda forte permaneceu durante o terceiro trimestre de 2020 à medida que o programa de auxílio emergencial do governo continuou, embora com pagamentos reduzidos. Cerca de 65 milhões de brasileiros receberam um subsídio mensal de cerca de R$ 600 (US $ 110) durante os primeiros cinco meses, seguido por quatro meses de R$ 300 (US $ 55). Isso forçou os processadores a adquirir mais leite fluido, à medida que o consumo aumentava com o poder de compra. Com isso, os preços do leite na fazenda atingiram R$ 2,25 / litro em outubro (US$ 0,40 / litro).

As perspectivas para o programa de apoio do governo são incertas.

O auxílio emergencial concebido como uma resposta ao impacto econômico da pandemia ajudou a elevar a atividade econômica e evitar uma recessão mais longa e dolorosa. O consenso do mercado indicava que a economia brasileira provavelmente encolherá cerca de 4,5% do PIB em 2020, em comparação com as projeções de queda de 9% em maio. A situação fiscal sofreu bastante, com a dívida do governo em relação ao PIB ultrapassando 90% em outubro. Como resultado, é improvável que o congresso autorize mais pagamentos em dinheiro em 2021. 

Os custos de produção continuam aumentando, mas as margens devem permanecer positivas no início do ano.

Os produtores de leite tiveram que lidar com preços recordes dos grãos no Brasil este ano. Com o real perdendo mais de 35% de seu valor em relação ao dólar, os preços da soja e do milho também apresentaram forte alta no mercado interno. Isso desafiou muitos os produtores de leite e carne do país e provavelmente continuará a ser um problema no início de 2021. O Rabobank prevê que os preços da soja vão variar entre US$ 12 e US$ 12,40 por alqueire em Chicago durante 2021, um nível bastante alto para os produtores de leite do Brasil e do mundo.

A produção se recuperou no 2º semestre e deve começar 2021 positivamente.

Com preços recordes do leite na fazenda, os produtores tiveram um incentivo para acelerar a produção no Brasil durante o segundo semestre do ano. Depois de uma contração de 1,7% no segundo trimestre, a produção de leite se recuperou cerca de 3% no terceiro trimestre e espera-se um avanço adicional de 1% no quarto trimestre. No geral, a produção de leite deve crescer 1% em 2020.

A atual inércia  deve ajudar a manter a produção em expansão ao longo do primeiro semestre, porém a alta dos preços dos grãos e a seca são dois fatores que podem limitar a produção.

La Niña está causando problemas no Brasil.

A confirmação do padrão climático La Niña está causando clima seco no sul do Brasil e chuvas irregulares no centro oeste e sudeste.

As informações são do Rabobank, traduzidas pela Equipe MilkPoint.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com