Produtores unem-se a bombeiros contra incêndios no MT

Produtores unem-se a bombeiros contra incêndios no MT

PARTILHAR
indendios em mato grosso
Foto: Jornal A Tribuna - Marcelo Koguiepa

Em período de estiagem, produtores rurais se unem a bombeiros e brigadistas; caminhões pipas e tanques dos produtores rurais dão apoio

Quando surgem focos de queimadas durante o período de estiagem, toda ajuda é bem-vinda. Em Nova Mutum-MT, por exemplo, os produtores rurais resolveram aliar a tecnologia à necessidade e criaram um grupo no whatsapp para facilitar a comunicação e qualquer pedido de socorro.

A iniciativa, que já está no quarto ano, reúne 250 propriedades e autoridades locais como a Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros e a Brigada de Incêndio municipal. Presidente do Sindicato Rural, Emerson Zancanaro, acredita que a agilidade no atendimento seja um dos melhores benefícios. “Por meio do grupo conseguimos dar instruções sobre a localização do foco de queimada, a logística e os maquinários que temos como apoio”.

Fora do período de seca, a comunicação por meio da ferramenta, aumenta a sensação de segurança das propriedades. “Ele permite contato direto com os plantonistas da polícia e qualquer ocorrência no campo, eles já ficam informados”.

Em Sorriso – MT, as redes sociais são o principal meio de orientação aos produtores, segundo o presidente do sindicato rural, Tiago Stefanelo. “Não fizemos cursos por conta da pandemia, mas enviamos informativos pelas redes sociais e pelo whatsapp”.

Fotos: Corpo de Bombeiros

Em Canarana – MT, único município do Médio Araguaia que possui brigada mista de incêndio, o secretário municipal de agricultura, Cleyton Dias, afirmou que a Secretaria junto com o Sindicato Rural do município, mapeou todos os caminhões pipas e tanques, dos produtores rurais, e as propriedades onde os caminhões estão alocados. A ação, segundo o Cleyton, serve para melhor acionamento dos veículos e controle em caso de incêndios, de forma ágil e rápida.

Já em Querência – MT, o presidente do Sindicato Rural, Gilmar Wentz, afirmou que no município, embora não haja um cadastro único, de uma forma geral, todo produtor rural possui equipamentos nas propriedades rurais para controle de queimadas. Ele evidencia que o período da seca atual é sinônimo de alerta, e ao menor foco de incêndio, os produtores se mobilizam para conter as chamas.

Fotos: Corpo de Bombeiros

Incêndio atinge área com palhada de milho e pastagem em Paranatinga – MT

Um incêndio atingiu uma área com palhada de milho e vegetação nativa no município de Paranatinga – MT. Conforme o Corpo de Bombeiros de Mato Grosso, o incêndio destruiu mais de 800 hectares.

Para combater o fogo, os bombeiros usaram uma aeronave, dois tratores com tanque de água, três caminhões pipas, abafadores e quatro tratores com grade. No sábado, também, uma área de pastagem no município também foi atingida pelo fogo.

O Corpo de Bombeiros não possui unidade no município, porém, por conta do período proibitivo em que os fatores climáticos aumentam os focos de calor, são destinadas equipes extras para a região para que o tempo resposta seja diminuído e a resposta aos incêndios florestais seja mais eficiente.

Adaptado de AGRNotícias

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.